Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Benfica tenta hoje chegar aos quartos de final da Liga dos Campeões

O Benfica procura hoje no reduto do Borussia Dortmund a quinta presença nos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, depois do triunfo caseiro por 1-0 na primeira mão dos ‘oitavos’

Partilhar

Um golo de Mitroglou e uma exibição 'heroica' de Ederson, que até um penálti defendeu, colocaram os 'encarnados' na rota dos 'quartos', tendo em que conta que ultrapassaram 12 de 13 eliminatórias iniciadas com 1-0 em casa.

Do lado do Benfica, está também o facto de nunca ter caído nos oitavos de final, somando três apuramentos em outras tantas presenças, o primeiro face ao então campeão Liverpool (2005/06) e os outros dois perante o Zenit (2011/12 e 2015/16).

Para chegar pela quinta vez aos 'quartos' -- na primeira presença, em 1994/95, seguiu diretamente da fase de grupos -, o conjunto de Rui Vitória tem ainda outro fator do seu lado, a ausência do influente Marco Reus nos alemães, que têm ainda o português Raphaël Guerreiro em dúvida.

Os germânicos têm, porém, muitas razões para acreditar, nomeadamente um ataque que lhes rendeu 21 golos na fase de grupos, um novo recorde na história da 'Champions', 11 deles em casa (oito ao Legia, dois ao Real Madrid e um ao Sporting).

Há mais de 50 anos, o Borussia Dortmund também recebeu os 'encarnados', então finalistas das anteriores três edições da Taça dos Campeões, com um golo de desvantagem e goleou por 5-0, na segunda ronda da principal prova europeia de clubes.

O gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, que desperdiçou uma série de ocasiões claras na Luz, incluindo um penálti, é a principal arma dos alemães, que serão, certamente, 'empurrados' por um lotado Signal-Iduna Park.

No reduto de equipas da Alemanha, o Benfica tem 13 derrotas por números que agora a afastavam, mas aproveita oito, incluindo as duas únicas vitória, a primeira (2-0 em Estugarda, em 2010/11) iniciada com um tento de Salvio.

A formação lusa soma ainda dois desaires por 1-0 - que levariam a eliminatória para prolongamento -, o último bem recente, na época passada, face ao Bayern Munique, vencedor com um tento do chileno Arturo Vidal logo aos dois minutos.

O encontro entre Borussia Dortmund e Benfica, da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol, realiza-se no Signal-Iduna Park, em Dortmund, a partir das 20:45 locais (19:45 em Lisboa), com arbitragem do inglês Martin Atkinson.

Com Lusa

Partilhar