Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

As pernas da Jéssica e as cartas dos presidentes em fim de semana de clássicos, aqui e na vizinhança

Vitória para Jéssica Augusto, empate(s) para os grandes e derrota para os presidentes: eis o fim de semana desportivo, aqui e na Europa

Sónia Santos Costa

FRANCISCO LEONG

Partilhar

1. As certezas de Jesus, os rótulos de Vitória e o presentinho do FC Porto

Era sábado à noite e o país parou para ver o dérbi lisboeta. De um lado, Rui Vitória sem Jonas, do outro, Jorge Jesus com certezas de que este Benfica não tinha nada que pudesse surpreender.

Aos 5 minutos do jogo, vimos um Ederson trapalhão. Bas Dost também viu e não deixou a oportunidade escapar. Adrien bateu o penálti e transformou-o na vantagem do Sporting. Mas Lindelöf surpreendeu e empatou aos 66' de livre direto, levando Jorge Jesus a questionar as suas crenças.

Rui Vitória não quis deixar escapar a ocasião para atirar uma resposta àqueles que diziam que a sua equipa nunca ganhava grandes jogos: "Não façam rótulos, que depois têm de os engolir". E a digestão de rótulos não deve ser tarefa fácil, por isso fica o conselho do treinador.

Mais a norte, o FC Porto empatou com o Feirense (0-0), com Diogo Jota no lugar do argelino Brahimi - que está castigado e fez por lá muita falta. Os portistas dominaram a partida, com mais posse de bola, ataques, remates e oportunidades de golo, mas nunca conseguiram aquilo que realmente importava - marcar.

O guarda-redes do Feirense, Vaná Alves, também não facilitou, defendendo praticamente tudo o que por ali houve para defender - até aquele cabeceamento de Maxi Pereira.

Os azuis e brancos não aproveitaram o resultado do dérbi da capital e deixaram o Benfica bem instalado e confortável no topo da tabela, com três pontos de avanço.

2. Ramos fora, Bale aleijado, Messi a marcar - onde é que já vimos isto?

OSCAR DEL POZO

O Santiago Bernabéu recebeu 'El Clásico' no domingo, num jogo impróprio para asmáticos e capaz de destruir radares de velocidade - do qual o clube do CR7 saiu derrotado (3-2).

Bale aleijou-se outra vez.

Messi bisou e tirou o segundo coelho da cartola nos descontos, completando os 500 golos pelo clube catalão. Tirou a camisola e exibiu-a ao estádio - os internautas tiveram faro para o enorme potencial de 'memes' que o momento proporcionou e os resultados têm sido partilhados por essas redes sociais fora.

Sergio Ramos foi convidado a sair aos 77 minutos (what else is new?) e eleito, assim, o mais expulso da história do clássico - ainda teve tempo, enquanto saía, de gesticular ao 'amigo' Piqué em jeito de “fala agora”.

Resumindo, a nossa irmã La Liga está on fire, com os eternos rivais Real Madrid e Barcelona empatados no topo - se bem que a equipa blaugrana já leva um jogo de avanço.

3. Bei den Frauen sicherte sich Favoritin Jessica Augusto als erste Portugiesin nach 2:25:29 Stunden den Sieg

(Que é o mesmo que dizer que a nossa Jéssica Augusto ganhou a Maratona de Hamburgo)

A atleta portuguesa garantiu assim um lugar em Londres, nos Mundiais de 2017. Acabou antes da etíope Megertu Ifa e da queniana Viola Kibiwot, com um tempo de 2h 25m 30s.

Jéssica Augusto foi a segunda portuguesa mais rápida de sempre a concluir esta prova - à sua frente só mesmo a campeã olímpica Rosa Mota.

4. Tal como a fénix que renasce das cinzas… ao pé coxinho

Instagram

Zlatan Ibrahimovic caiu durante a partida frente ao Anderlecht e parece que assassinou o joelho. Saiu do campo pelo próprio pé mas “fontes seguras” garantiram que chegou ao balneário e pendurou as chuteiras (para sempre?).

Mourinho conseguiu ganhar ao Burnley (2-0) sem o craque, mas deixou-lhe uma mensagem de motivação no final - a ele a Rojo, que também se lesionou: “O nosso pensamento esteve com eles - têm de ser fortes. Estão à espera da operação mas não vou dizer mais nada porque está em causa a privacidade deles.”

Os amantes do futebol já preparavam as velas para o luto pelo final da carreira do sueco. Mas Ibra não gostou da especulação à volta da sua perna direita e deixou tudo bem claro no Instagram: "Não é novidade que me lesionei e, por isso, irei ficar afastado do futebol durante um bocado. Ultrapassarei isto como tudo o resto e regressarei ainda mais forte. Até agora joguei com uma perna e não deve ser problemático. Uma coisa é certa: eu é que decidirei quando será a altura de parar. Desistir não é uma opção."

Quem fala assim não é coxo!

5. Bruno de Carvalho e Vieira prenderam a burra

O presidente do Sporting endereçou uma carta a Luís Filipe Vieira, em forma de convite para este se lhe juntar a ver o dérbi na tribuna do Estádio José Alvalade. Falou do atropelamento fatal e do caso das culpas serem atribuídas aos adeptos benfiquistas. Disse esperar de Vieira que este "se demarque de forma pública e sem reservas, de criminosos e de claques ilegais".

Quando a esmola é muita, Luís Filipe Vieira desconfia. Pressentiu um convite 'envenenado' e acusou BdC de adotar como estratégia diária um confronto com o Benfica e de promover “um convite com pressupostos acusatórios, que obviamente é a forma errada de se apelar ao bom senso, moderação e são convívio entre todos”. No fim, pôs uma cruzinha na opção “não”.

O presidente do Sporting não gostou da recusa (quem gosta?) e respondeu no Facebook: "É triste ver qualquer tipo de ser humano refém. Mesmo o mais reles de personalidade merece ter a sua liberdade mesmo que a use mal.Ontem acreditei que Vieira seria capaz de sofrer uma regeneracão, e por isso lhe fiz o convite para assistir ao jogo na tribuna. O facto de estar refém de claques ilegais que apoia não o permitiram."

Fora destes amuos ficou Pinto da Costa, ocupado com a celebração dos 35 anos da tomada de posse enquanto presidente do FC Porto. Frente a uma plateia de 600 pessoas, deixou um conselho aos Super Dragões, apelando por uma linguagem mais... formal e cuidada? "Não digam mais ‘e quem não salta é lampião’. Digam antes ‘e quem não salta é candeeiro'. Julgo que essa palavra ainda não estará no catálogo da bíblia do Conselho de Disciplina e, assim, ficarão mais baratinhos os vossos cânticos." (vídeo AQUI)

Partilhar