Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Pancada de meia-noite às cinco da manhã: como Mayweather bateu (em) McGregor

A T-Mobile Arena de Las Vegas estava por Conor McGregor mas quem ganhou foi o mesmo de sempre, Floyd Mayweather Jr. Pela 50.ª vez em tantos outros combates, superando o 49-0 de Rocky Marciano. Mas o irlandês impressionou, caindo de pé ao 10.º round, por KO técnico, esgotado.

O "combate do século", em Las Vegas

Mark J. Rebilas

Partilhar

Há o combate e há o espetáculo. No combate ganhou um, no espetáculo ganharam os dois. E muitos mais. Mas já lá vamos.

Floyd Mayweather e Conor McGregor são dois lutadores de contra-ataque nas suas respetivas especialidades. O norte-americano de 40 anos no boxe e o irlandês de 29 nas artes marciais mistas (MMA). Sendo Mayweather um atleta cerebral, com um processo defensivo quase perfeito e que, mais do que um KO, procura os pontos, McGregor sabia que não podia ser o mesmo atleta que é no MMA. Porque esse também é o jogo de Mayweather.

E assim arrancava o primeiro combate de boxe como profissional de um, contra mais de 20 anos disso (depois de uma paragem de dois) de outro.

O irlandês começou ao ataque e nos primeiros rounds definiu o ritmo do combate. Os especialistas e a sua própria equipa técnica sublinharam que as únicas hipóteses de McGregor estavam num KO rápido, até ao 4.º round, e McGregor procurou-o, deixando Mayweather muitas vezes em dificuldades, literalmente encostado às cordas. Mas nenhum ataque foi suficientemente forte para deitar o norte-americano ao chão.

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

STEVE MARCUS

De tanto procurar, McGregor não mediu o esforço e depois de três rounds em que foi claramente superior, o experiente Mayweather começou a tomar conta do combate, com golpes precisos, aproveitando os erros do estreante. No final do 7.º round, McGregor estava já exausto, mas ainda a defender-se.

Com Mayweather no controlo, a vitória do norte-americano parecia certa, restava saber se por KO ou por pontos - e desde 2011 que Mayweather não ganhava um combate por KO. Ao 9.º round McGregor cambaleou pela primeira vez e respondia com cada vez mais dificuldade aos agora constantes ataques de Mayweather.

Ao 10.º round e com McGregor ainda de pé mas já debilitado, o juiz decidiu terminar, dando a vitória a Floyd Mayweather por KO técnico. Uma decisão que não agradou ao irlandês, que frisou que ainda tinha energia no tanque para continuar.

Floyd Mayweather a Conor McGregor

Floyd Mayweather a Conor McGregor

Mark J. Rebilas

No final, o homem que continua com um recorde perfeito, admitiu as dificuldades que teve em encaixar-se no estilo de McGregor, naturalmente mais arrojado que o do boxe tradicional, face à sua experiência nas artes marciais mistas.

“É muito complicado lutar contra ele porque usa ângulos diferentes. Tinha dito que o McGregor era um grande competidor e penso que demos um bom espectáculo aos fãs”, disse Mayweather, que esperou até ao momento certo para atacar: “Sabia que ele ia abrandar a partir dos 25 minutos de combate”.

McGregor, esse, deixou as portas abertas a nova incursão pelo boxe. “Vamos ver o que acontece. Percebi que o boxe tem muito que ver com experiência. O Mayweather não é rápido, não é muito forte, mas consegue sempre manter a compostura. Se estou contente? Nem sei o que sentir. Estou satisfeito pelas pessoas que me acompanham. A verdade é que nunca ninguém tinha tomado os riscos que tomei”.

Riscos que podiam ter acabado com um recorde lendário, mas que culminaram apenas num combate entretido - o que já não é pouco para um estreante e um ex-reformado de 40 anos.

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

ARMANDO ARORIZO

Viva Las Vegas
Foi pancada de meia-noite às cinco da manhã e não se sabe quantos portugueses ficaram acordados ou acordaram a essa hora no meridiano de Greenwich para se juntarem a uma audiência global.

Para a história ficou assim a vitória de Floyd Mayweather Jr. contra Conor McGregor por “knockout” técnico - e o recorde de 50-0 em vitórias, colocando Mayweather à frente do lendário Rocky Marciano, que acumulou 49-0. Mas essa história que fica não é toda a história que foi. Foi um espetáculo ultra-preparado, super-promovido, ansiosamente esperado – e que movimentou somas de dinheiro impressionantes. Seria “um espetáculo nunca visto”. Foi pelo menos um espetáculo de boxe que nunca tanta gente tinha visto. As 14.623 pessoas sentadas na T-Mobile Arena, em Las Vegas (enfim, nem tantas, havia algumas cadeiras vazias), foram as que pagaram mais, mas foram uma gota no oceano.

Nos Estados Unidos, pagou-se 99,95 dólares para ver o combate na televisão. 99,95 dólares. Só. Para. Ver. O. Combate. Um recorde no “pay-per-view” (pagar para ver), parte do que terão sido mais de 500 milhões de dólares de receitas movimentadas, segundo cálculos anteriores de analistas da CNN Money, a que se somam as vendas de bilheteira, patrocínios e “merchandising”.

Falhou o apelo de analistas como Exavier Pope, que, em entrevista à Vox, defendia que “ninguém devia ver este combate”. Por razões éticas. Na verdade, Pope não apelava, consternava-se: “Este combate, a como ele será visto e como está a ser promovido junto do público, é perturbador”. E tudo porque o carrossel de dinheiro e a histeria de audiência legitimam, ou relativizam e portanto normalizam, um acontecimento entre um pugilista com um histórico de violência contra mulheres (Mayweather) e um lutador com um discurso racista (McGregor). “Quem é pior?”, perguntava Kelefa Sanneh na New Yorker. “Não há rapazes bons aqui”, respondia o colunista da ESPN LZ Granderson. “Isto é maior que um combate, ou que o legado do boxe, ou que o legado do MMA como um desporto. Quando se olha para o ambiente racial, agora é preto contra branco”, concluía Pope, “agora é apoiantes de Donald Trump contra pessoas de cor”.

Este “lado negro”, como lhe chamou a CNN, não impediu o mundo das celebridades de estar presentes, incuindo LeBron James, Mike Tyson, Jennifer Lopez, Alex Rodriguez, Bruce Willis, Jamie Foxx, Olivia Munn, William H. Macy, Don Cheadle, Jeremy Piven, Nick Cannon e Ozzy Osbourne.

O boxe é um desporto em declínio, ao contrário do MMA, com peso crescente, sobretudo nas gerações mais novas. Se este foi o combate do século, que outros combates o século trará? Como este, para o ano não há mais.

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
1 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Mark J. Rebilas

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
2 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Mark J. Rebilas

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
3 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

STEVE MARCUS

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
4 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Joe Camporeale

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
5 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Joe Camporeale

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
6 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Joe Camporeale

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
7 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Joe Camporeale

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
8 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

ARMANDO ARORIZO

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
9 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Joe Camporeale

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
10 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Joe Camporeale

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
11 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

Joe Camporeale

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
12 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

ARMANDO ARORIZO

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
13 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

STEVE MARCUS

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
14 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

STEVE MARCUS

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas
15 / 16

Floyd Mayweather vs. Conor McGregor em Las Vegas

ARMANDO ARORIZO

Floyd Mayweather a Conor McGregor
16 / 16

Floyd Mayweather a Conor McGregor

Mark J. Rebilas