Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Todos os caminhos vão dar ao Douro

Smoke on! O Red Bull Air Race está de regresso ao rio Douro, este sábado e domingo, e o Expresso estará a levar até si as principais emoções.

André Manuel Correia

Partilhar

A azáfama é grande na estação de metro da Trindade, no Porto. O dispositivo de segurança também, com vários elementos de fiscalização, acompanhados por agentes da Polícia de Segurança Pública. O motivo é a realização do Red Bull Air Race, prova que regressa à Invicta, este sábado e domingo, após a última edição organizada na cidade, no ano de 2009.

O Expresso estará a fazer o acompanhamento, a partir do Centro de Congressos da Alfândega do Porto, para levar até si todas as emoções e os principais momentos desta competição. É hora de ligar os motores. Smoke on!

Todos os caminhos vão dar às margens do Rio Douro e é para lá que uma multidão em trânsito se dirige, na ânsia de conseguir os melhores lugares. As sessões classificativas estão agendadas para a parte da tarde: Challenge Class (15h15) e a categoria rainha “Master Class” (16h05).

Esta é a sexta e antepenúltima prova, podendo ser determinante para a decisão do título mundial da categoria “Master Class”, com o experiente norte-americano Kirby Chambliss e o japonês Yoshihide Muroya separados por apenas um ponto (40 e 39, respetivamente).

As leves máquinas da “Fórmula 1 dos ares” – preparadas para aguentarem forças de 10G – vão voar baixinho entre as pontes D. Luís e da Arrábida, a uma velocidade que pode atingir os 370 km/h. O traçado é um dos mais rápidos do campeonato, cujo recorde pertence ao antigo piloto Paul Bonhomme, com a marca de 1 minuto e 09,17 segundos.

Ao longo da manhã de sábado, o rugido dos motores fez-se ouvir durante a última sessão de treinos livres, com os voos rasantes e os espetaculares loops dos aviões junto à Ponte D. Luís a fazerem as delícias de milhares de entusiastas.

Partilhar