Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

18 dias e uma perna partida depois, Valentino Rossi volta a pilotar

O piloto italiano Valentino Rossi efetuou segunda-feira um teste no circuito de Misano, menos de três semanas depois de fraturar tíbia e perónio, segundo revela hoje a imprensa desportiva transalpina

Lusa

Heino Kalis

Partilhar

Sete vezes campeão mundial de MotoGP, Rossi foi vítima, no final de agosto, de um acidente quando conduzia uma moto de enduro, perto de sua casa. O piloto foi operado na noite de 31 de agosto para 1 de setembro no hospital de Ancona à tíbia e perónio da perna direita.

Apenas 18 dias depois, e segundo a imprensa, o piloto transalpino, de 38 anos, deu várias voltas ao circuito de Misano aos comandos de uma Yamaha R1, de forma a testar a sua condição física e o estado da perna.

De acordo com a Gazzetta dello Sport, Valentino Rossi tem como objetivo participar já na sexta-feira nos treinos livres para o Grande Prémio de Aragão, a 14.ª prova do mundial de velocidade, que se realiza no domingo.

Rossi, que já falhou o Grande Prémio de São Marino, a 10 de setembro, decidirá se participa na prova em função da sua condição física, sendo que, se voltar a ficar de fora, será substituído pelo holandês Michael van der Mark.

Com a ausência na última prova, o italiano atrasou-se ainda mais na corrida a um oitavo título na classe rainha e 10.º em todas, seguindo agora a 26 pontos de Maverick Viñales (Yamaha) e 42 do Marc Márquez (Honda) e Andrea Dovizioso (Ducati).