Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Pela primeira vez, um português ganhou a um campeão olímpico de ténis de mesa

O feito é de Tiago Apolónia, que ganhou a Zhang Jike, o mesa-tenista chinês que conquistou o ouro olímpico em 2012, em Londres, e a prata em 2016, no Rio de Janeiro. Nunca um português vencera alguém tão titulado no ténis de mesa

Diogo Pombo

Tom Pennington

Partilhar

No ténis de mesa há uma lei universal, mesmo que não esteja escrita, que estipula o seguinte - é o desporto dos chineses e não há quem jogue isto melhor do que eles. Porque a China é um país que ama o ténis de mesa e que, em tudo quanto é escola e jardim, tem mesas espalhadas para gáudio de crianças, adultos e idosos.

É por isso que quando perdem, quem lhes ganha recebe atenção. Foi exatamente isso que Tiago Apolónia conseguiu fazer esta sexta-feira.

O português bateu Zhang Jike, um chinês que não é um chinês qualquer - aos 29 anos, ele já foi sete vezes campeão do mundo (duas em singulares, quatro por equipas e uma em pares) e, sobretudo, conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

É a primeira vez que o mesa-tenista português ganha a um antigo campeão olímpico, ainda por cima um que no Rio de Janeiro, em 2016, levou a medalha de prata para casa.

O triunfo de Tiago Apolónia aconteceu em Magdeburgo, no Open da Alemanha. O português, 39º classificado do ranking mundial, bateu o 6º melhor jogador do mundo por 4-1 (11-9, 11-7, 7-11, 11-9 e 11-3) e qualificou-se para os quartos-de-final do torneio.

No final, o mesa-tenista nascido em Lisboa, há 31 anos, reagiu desta forma à vitória: “Estava confiante antes do jogo porque fiz umas boas rondas de qualificação aqui. O Jike Zhang não é o melhor adversário para apanhar nestas alturas, mas estava confiante, sabia que podia tentar o meu melhor para o bater. Tive alguma sorte no primeiro e no segundo set e isso deu-me o boost que precisava para o vencer”.