Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Como Ronaldo, Ricardinho lesionou-se; como em França, Portugal sagrou-se campeão europeu, agora de futsal

Portugal sofreu a bom sofrer mas, no último minuto do prolongamento, marcou o golo que garantiu o titulo: venceu a Espanha, por 3-2, e sagrou-se campeão europeu de futsal pela primeira vez

Mariana Cabral

JURE MAKOVEC

Partilhar

Foi um déjà vu. Quando Ricardinho, o melhor jogador do mundo de futsal, saiu lesionado da final, é provável que todos os adeptos que estavam na Arena Stozice, na Eslovénia, tenham pensado no mesmo nome: Cristiano Ronaldo.

Tal como aconteceu ao capitão português de futebol, em França, o capitão português de futsal teve de abandonar a final, por lesão, mas houve quem, por ele, elevasse bem alto o nome de Portugal, conquistando mais um título para o nosso país.

A seleção liderada por Jorge Braz, que tinha vencido todos os quatro jogos até à final, sofreu a bom sofrer, mas conseguiu vencer a Espanha, agora ex-campeã europeia, com um golo de livre direto no último minuto do prolongamento. Bruno Coelho foi o herói português, marcando não só o livre direto decisivo mas também o segundo golo.

Antes, Ricardinho, logo no primeiro minuto, deu vantagem a Portugal, reforçando o estatuto de melhor marcador em fases finais, com o seu 22.º golo. Só que Tolrá, aos 19 minutos, e Lin, aos 32, assinaram a reviravolta da seleção espanhola, que vencia por 2-1, já na 2ª parte.

Depois, apareceu Bruno Coelho a fazer o 2-2 e a levar o jogo para prolongamento.

E, quando já todos pensavam nos penáltis, o mesmo Bruno Coelho 'bisou', na conversão de um livre direto, no último minuto, assegurando o primeiro título de Portugal, que tinha como melhor desempenho na prova o segundo lugar, em 2010, quando perdeu o jogo decisivo frente à... Espanha, por 4-2, na Hungria.

Não foi a 10 de julho, mas foi a 10 de fevereiro. Depois do futebol, Portugal é campeão da Europa de futsal.