Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Morreu o lendário Sergey Litvinov, o homem que lançava o martelo bem para lá dos 80 metros

O atleta russo sentiu-se mal depois de um treino e acabou por falecer

Lusa e Expresso

Tony Duffy

Partilhar

O lendário lançador do martelo Sergey Litvinov, detentor do recorde olímpico da especialidade desde os Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, morreu segunda-feira na cidade de Sochi, anunciou hoje a Federação de Atletismo da Rússia (FAR)

O campeão olímpico de Seul, com uma marca de 84,80 metros, e duas vezes campeão mundial (1983 e 1987), sempre pela ex-União Soviética, sentiu-se mal ao andar de bicicleta após uma sessão de treino e os médicos não conseguiram salvá-lo.


"A partida deste grande ex-atleta e treinador é uma grande perda para o atletismo russo e para o mundo", afirmou a FAR em comunicado".

Sergey Litvinov, de 60 anos, era presentemente treinador e orientava, entre outros, um dos seus seis filhos, também de nome Sergey, que ganhou a medalha de bronze nos Europeus de atletismo de 2014, disputados na cidade suíça de Zurique.

Além do ouro olímpico em Seul, Litvinov conseguiu ainda uma medalha de prata, nos Jogos de Moscovo, em 1980.