Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

A Bélgica ganhou à Espanha, o árbitro era romeno e o resultado qualificou a Roménia para o Mundial. Estranho? Talvez

Os belgas ganharam aos espanhóis, em râguebi, um triunfo surpreendente que será visto com outros olhos pelo organismo que tutela a modalidade

Lusa e Expresso

LAURIE DIEFFEMBACQ

Partilhar

A vitória da Bélgica frente à Espanha (18-10), que afastou os espanhóis e apurou a Roménia para o Mundial de râguebi, num embate arbitrado por um árbitro romeno, está sob investigação, informou hoje a World Rugby.

O organismo, que não é responsável pela nomeação dos árbitros em jogos europeus de qualificação, disse hoje que contactou a Federação Europeia de Râguebi para “perceber o contexto dos eventos relativos ao Bélgica-Espanha, disputado no domingo em Bruxelas”.

A derrota surpreendente da Espanha, que precisava de ganhar, apurou a Roménia, através do segundo lugar conquistado no Campeonato da Europa.

No jogo, apitado por Vlad Iordaschescu, todos os pontos belgas foram apontados em pontapés de penalidade, com o árbitro, bem como os dois assistentes, também romenos, a serem escoltados pela segurança após confrontos com jogadores espanhóis.

A federação espanhola já tinha anunciado ter enviado uma queixa à federação europeia, depois de ter pedido, antes do jogo, para que se mudassem os árbitros quando se soube do caráter decisivo da partida.

O presidente da Comissão de Arbitragem, Patrick Roben, negou o pedido porque as nomeações eram feitas com várias semanas de antecedência.

A Rugby Europe anunciou hoje, em comunicado, que espera um relatório do supervisor dos árbitros do jogo e vai dedicar uma “parte considerável” da próxima reunião, na sexta-feira, a analisar “todas as fases do jogo”.

Segundo o organismo, liderado pelo romeno Octavian Morariu, a Federação Europeia de Râguebi sempre “operou com os mais altos padrões na seleção dos árbitros de cada jogo”, e revelou que tanto o presidente da Comissão de Arbitragem como o comissário de jogo, o francês Michel Arpaillange, advertiram o árbitro do encontro para uma arbitragem neutral.

Com este resultado, a Espanha terá de jogar a repescagem, na qual vai enfrentar Portugal, num primeiro jogo, com o vencedor a defrontar Samoa, a duas mãos.

Quem vencer este duelo, qualifica-se, enquanto o derrotado tem ainda a hipótese de se apurar, precisando para isso de vencer um último torneio de repescagem, com uma seleção africana, uma americana e outro de Ásia ou Oceânia.

Por seu lado, a Roménia apura-se diretamente para o torneio de 2019, onde vai defrontar o anfitrião Japão na ronda inaugural, em setembro do próximo ano.