Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Nazaré no pódio dos “Óscares” do surf

Surfista brasileiro Rodrigo Koxa é o vencedor mundial da maior onda onda surfada em 2018, feito registado em novembro, na Nazaré. Dez das 30 ondas gigantes candidatas aos títulos da Liga Mundial de Surf (WSL) eram da praia portuguesa, palco de outros dois “Óscares” da modalidade

Expresso

Partilhar

Rodrigo Koxa conquistou o 'óscar' de maior onda do ano 2018 e o título de recordista mundial, batendo a marca mundial de Garret McNamara em 2011, feito também registado nas ondas alterosas da Nazaré. A onda surfada em novembro pelo brasileiro tinha 24,38 metros.Os prémios da Liga Mundial de Surf foram entregues, este sábado à noite, numa gala na Califórnia, nos EUA, entrando a Narazé na corrida com dez das 30 ondas candidatas, cerimónia que contou com a presença do presidente da Câmara da Nazaré, Walter Chicharro.

A Nazaré proporcionou ainda mais dois prémios. O primeiro foi o da Melhor Performance Masculina, atribuído ao brasileiro Lucas "Chumbo" Chianca.

O segundo foi o de Queda do Ano, protagonizada, também no dia 8 de novembro, pelo britânico Andrew Cotton.

Na categoria de melhor onda, a Nazaré apresentou-se com dois nomeados, Ross Clarke-Jones e Sebastian Steudner, também candidatos na categoria XXL, a par de Rodrigo Koxa e Benjamin Sanchis, com marcas nas ondas gigantes da praia portuguesa mais conhecida do mundo.