Tribuna Expresso

Perfil

motos

Lesão no ombro obriga Paulo Gonçalves a falhar Dakar

Piloto de Esposende, 2.º classificado em 2015 e sempre um dos favoritos à geral nas motos, não recuperou a tempo da prova que arranca no próximo sábado

Lusa e Expresso

NICOLAS AGUILERA/ EPA

Partilhar

O motard português Paulo Gonçalves (Honda) não vai participar na 40.ª edição do Rali Dakar, que arranca no sábado, depois de não ter recuperado de uma lesão no ombro, disse hoje à Lusa a sua assessoria de imprensa.

Apesar de ter participado no primeiro 'shakedown' da prova, como teste físico às limitações que trazia, o piloto natural de Esposende sentiu dores na transposição das dunas e decidiu abandonar a prova.

O campeão do mundo de todo o terreno de 2013, e segundo classificado nas motos do Dakar2015, já tinha sofrido uma lesão na última prova do Mundial em 2017, em Marrocos, e o azar voltou a bater à porta no final do ano, depois de uma queda durante um treino, que o deixou magoado num ombro e afetou a sua preparação para o Dakar.

Começa de forma atribulada a edição deste ano da mítica prova de todo-o-terreno: além de Gonçalves, Mário Patrão, outro português com aspirações a um bom resultado, também é baixa de última hora, depois de ter sido operado de urgência no domingo, devido a uma perfuração nos intestinos causada por uma espinha.