Tribuna Expresso

Perfil

Mourinho

Rui Faria deixa Mourinho. “Passaram 17 anos e o miúdo é agora um homem”

Técnico anuncia saída do Manchester United no final desta temporada. Rui Faria diz que quer “passar mais tempo com a família” antes de abraçar novos desafios profissionais.

Clive Brunskill

Partilhar

O anúncio foi feito no site do clube. No final da época, Rui Faria vai deixar o Manchester United e o mesmo é dizer que Rui Faria vai deixar José Mourinho, com quem trabalha há 17 anos.

“Depois de muito ponderar, e com o coração pesado, decidi que este é o momento de avançar”, declarou o técnico que acompanha Mourinho desde os tempos do União de Leiria, com passagem pelo FC Porto, Chelsea, Inter de Milão, Real Madrid, Chelsea de novo e Manchester United desde 2016.

“Tive 17 anos de experiências incríveis e inolvidáveis. Contudo, sinto há algum tempo que preciso de passar mais tempo de qualidade com a minha família antes de perseguir qualquer novo desafio profissional”, referiu ainda o técnico.

Faria deixa ainda um rasgado agradecimento a José Mourinho por ter acreditado nele “quando tudo não passava de um sonho de estudante”. Além da oportunidade e da confiança, Rui Faria agradece a Mourinho o “conhecimento e experiência, mas mais do que tudo a sua amizade”.

O técnico principal do United devolve na mesma moeda. “Dezassete anos e o miúdo é agora um homem. O estudante inteligente é agora um especialista do futebol, pronto para uma carreira de sucesso como treinador principal”, retribuiu Mourinho.

No início deste mês, instado a comentar uma possível ida de Rui Faria para o Arsenal, de onde sairá Arséne Wenger no fim desta temporada, Mourinho não enjeitou a possibilidade. “Acho que seria uma ótima escolha para o Arsenal”, disse.

Simon Stone, da BBC Sport, num comentário à notícia da saída de Rui Faria do United, tem uma visão distinta: “Foi-me dito categoricamente que o único motivo pelo qual Rui Faria vai sair é porque, 17 anos depois de estar ao lado de Mourinho, ele precisa de um descanso, que ele tem estado a pensar nisso já há algum tempo e que não tem outro emprego em vista”.

José Mourinho deseja boa sorte ao adjunto: “Vou ter saudades do meu amigo e isso é o mais difícil para mim, mas a felicidade dele é mais importante e, claro, respeito a decisão dele, especialmente por saber que vamos estar sempre juntos. Boa sorte, irmão!”