Tribuna Expresso

Perfil

vídeo

Mourinho não gostou que o chamassem Judas: “Podem chamar-me o que quiserem, mas o número um sou eu”

Após o jogo de segunda-feira entre Manchester United e Chelsea (0-1), José Mourinho defendeu-se da acusação dos adeptos da sua antiga equipa, que o apelidaram de "Judas" ao longo do jogo. O treinador português também deixou críticas à Federação Inglesa, por ter marcado uma partida tão próxima do jogo do Manchester para a Liga Europa, contra o Rostov, quinta-feira (20h05, SIC)

SIC Notícias

Partilhar

Partilhar