Tribuna Expresso

Perfil

vídeo

FC Porto entregou 15 documentos para esclarecer transferência de dinheiro para o Estoril

Depois do Ministério Público ter confirmado que abriu um inquérito à segunda parte do jogo com o Estoril, o FC Porto diz que enviou para o Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa 15 documentos que justificam a transferência de €784 mil para o adversário. A documentação terá sido também enviada para a Liga, segundo o clube

Partilhar

Serão, ao todo, 15 documentos que, segundo o diretor de comunicação do FC Porto, foram enviados para a 9ª Secção do DIAP de Lisboa. Documentos que, assegura Francisco J Marques, vão esclarecer a transferência de 784 mil euros para o Estoril.

O diretor de comunicação dos dragões defende que a verba serviu para pagar as transferências de três jogadores - Tozé, Carlos Eduardo e Licá -, que estavam em dívida. Acrescenta ainda que, no total, no dia 14 de fevereiro, o clube pagou 3,9 milhões de euros a várias entidades.

Na quarta-feira o Ministério Público confirmou que está a investigar a segunda parte do Estoril - FC Porto depois de uma denúncia anónima. O Conselho de Disciplina da Federação também instaurou um inquérito para averiguar suspeitas de eventual corrupção.