Tribuna Expresso

Perfil

Mundial 2018

A fórmula de Fernando Santos para o Mundial: "Oito defesas, seis médios e seis avançados"

O selecionador nacional concedeu esta terça-feira uma entrevista conjunta aos três desportivos nacionais - "A Bola", "Record" e "O Jogo" - em que fala da preparação para o Mundial e lamenta a ausência de Danilo, confirmando que o único "indiscutível" é mesmo Cristiano Ronaldo

Expresso

PEDRO NUNES/GETTY

Partilhar

Eis Fernando Santos em discurso direto.

Rúben Dias, que ainda não se estreou pela seleção A, será convocado?

"Aqui ninguém pode ser prejudicado por motivos exteriores à sua capacidade futebolística. Com elevado grau de probabilidade, haverá jogadores neste lote de 35 que nunca estiveram ao serviço da Seleção Nacional A. Mais do que um. São jogadores com percurso de seleções jovens, podem perfeitamente entrar no lote."

A ausência de Danilo, que é médio mas também pode ser central

"O Danilo é um bocadinho único, não temos outro jogador com essas características. Com ele, podia levar só três centrais. Agora surge a necessidade de levar oito defesas, seis médios e seis avançados."

O indiscutível Ronaldo

"Há vários jogadores que estiveram em França e não estarão na Rússia. Indiscutível, só o Cristiano Ronaldo. Isso é seguro na Seleção Nacional, no Real Madrid, no Manchester United... Se não fosse português, era Ronaldo e mais dez noutra seleção. É inequívoco. Não vale a pena fugir à verdade. É sempre importante, mesmo sem estar a cem por cento."

O momento de forma de Bruno Fernandes

"Indiscutível só o Cristiano Ronaldo. Só se tivesse algum problema até lá (bate com a mão na mesa de madeira). Quanto aos restantes, há uns que estão mais perto do que outros, até pelo peso específico que têm na própria equipa e nas posições que ocupam. Depreende-se, por todas as razões, que o Bruno Fernandes esteja no lote, ele e muitos outros, daqueles que poderão estar nos 23 finais."

Eder fica de fora?

"Ninguém será convocado por razões sentimentais. Não tenho quase dúvida nenhuma."