Tribuna Expresso

Perfil

Mundial 2018

O Mundial do Porto: bola e ópera no Largo Amor de Perdição

O largo da cadeia oitocentistas onde viveu recluso Camilo Castelo Branco e a sua amada acaba de ser transformado em 'estádio mundial do Porto'. Esta sexta-feira, entra em campo Ronaldo e companhia, amanhã estará em cena a ópera 'Manon Lescaut' de Puccini

Isabel Paulo

Claudio Villa - FIFA

Partilhar

O Campeonato do Mundo de Futebol dá o pontapé de saída, esta sexta-feira, no Porto, na Cordoaria, num ecrã gigante montado no Largo Amor de Perdição, em frente ao Centro Português de Fotografia, antiga Cadeia da Relação, onde nos idos de 1860 Camilo Castelo Branco e Ana Plácido viveram reclusos por amarem perdidamente.

O arranque português do Mundial da Rússia acontece logo às 19 horas, quando a seleção de Fernando Santos, Cristiano Ronaldo e companhia subir ao Estádio Fcht, em Socchi, para enfrentar a armada espanhola, até há dois dias comandada pelo ex-treinador de mal-amado do FC Porto, Julen Lopetegui, hoje conduzida pelo bombeiro de serviço Fernando Hierro.

O "estádio mundial no Porto" transmitirá em direto todos os jogos da seleção nacional e contará com uma zona de restauração e um palco para animação ao ar livre. A intenção da Câmara do Porto é proporcionar a todos os fãs da bola da cidade um ambiente de boa disposição e convívio, apelando o executivo municipal ao fair-play entre adeptos de diferentes seleções.

Na próxima quarta-feira, dia 20, Portugal defronta Marrocos e a 25 de junho o Irão de Carlos Queiroz. Até lá, no palco do Mundial da Invicta amanhã há ópera no Largo Amor de Perdição, retransmitindo a autarquia ao ar livre 'Manon Lescaut', um dos maiores sucessos de Giacomo Puccini, a partir das 22h15, com acesso livre.

A Câmara do Porto é uma das 230 entidades que, este ano, aderiram à iniciativa Liceu a la Fresca, promovida desde 2007 pelo Grand Teatre del Liceu de Barcelona, projeto de divulgação da música e ópera em várias cidades de Espanha, Itália e Portugal. A terceira ópera de Puccini, apresentada pela primeira vez em Turim, em 1893, será conduzida pelo maestro Emmanuel Villaume e conta com a encenação de davide Livermore.

Para quem preferir assistir ao Mundial do lado sul do Douro, a opção fora de portas é no renovado mercado de Vila Nova de Gaia. Com vistas há tela gigante à sua espera e 200 lugares sentados.Para petiscar, os menus são inspirados nos jogos do dia, happy hours de cerveja e vinhos, tranquilos ou do Porto, das célebres Caves da vizinhança.