Tribuna Expresso

Perfil

Rússia

FIFA sabia que Rússia encobriu jogadores com teste de doping positivos

Uma investigação do “Mail on Sunday” revela que a FIFA e o país anfitrião do mundial de futebol, a Rússia, estão mergulhados numa turbulência provocada por novas evidência de encobrimento por parte do Estado de casos doping nos jogadores de elite russos

Partilhar

O jornal britânico "Mail on Sunday" afirma que a FIFA tem documentos que provam o encobrimento institucional que há 18 meses as autoridades russas fizeram de casos de doping. Mas, diz o jornal, a FIFA aparentemente optou por não fazer nada para responsabilizar a Rússia FA (federação russa) e o ministro do Desporto russo.

A investigação mostra "detalhes incríveis" que incluem novas informações sobre como o ministro dos desportos russo encobriu testes positivos de doping de um dos jogadores inicialmente nomeados para ir ao campeonato do mundo representar a Rússia, e como trocou a urina problemática por uma amostra limpa. O jogador era Ruslan Kambolov, que acabou por ser desconvocado e deixou de fazer parte dos 23 convocados para representar a Rússia.

A escala de corrupção é grande, com os investigadores a dizerem que há 155 casos de doping de jogadores de futebol russos que foram encobertos e que isto é apenas a ponta do iceberg. Em pelo menos 34 desses casos existem documentação, testemunhos e confirmações que, defendem os investigadores, dariam à FIFA uma boa hipótese para avançar com processos disciplinares.

A FIFA alega que olhou ativamente para o assunto durante mais de um ano. Mas não deu seguimento a um único caso, limitando -se a declarar que as investigação prosseguem.

Antes do evento começar a FIFA anunciou que não tinha provas suficientes para processar nenhum dos jogadores que fazem parte da seleção da Rússia por violação das regras de doping.

Richard Pound, antigo administrador da agência internacional anti-doping, diz ao "Mail on Sunday" que é natural que a FIFA responda assim. "Eles têm uma questão de biliões de dólares numa participação num simples campeonato do mundo".

A Russia vai para o seu terceiro jogo do grupo A na segunda-feira, e está com duas vitórias e oito golos, o melhor começo de sempre de anfitriões. A que se adiciona o facto de os seus jogadores terem corrido mais neste dois jogos do que qualquer equipa de outra nação - 230 kilometros - o que leva questões sobre o seu desempenho.

Os fãs à volta do mundo, incluindo na Rússia, começaram a ter dúvidas sobre a credibilidade da equipa nacional na sequência dos recordes batidos desde o início do campeonato do mundo.