Tribuna Expresso

Perfil

Portugal

Adrien: "Os jogadores que rescindiram mostraram que estão bem. O Sporting nem sequer é tema de conversa"

Adrien Silva diz que a crise no Sporting não está a afetar o trabalho da seleção nacional no mundial, sobretudo dos quatro jogadores que rescindiram com o clube de Alvalade. Além disso, o antigo capitão leonino referiu-se à exigência de Fernando Santos e à importância de ter Cristiano Ronaldo do seu lado

SIC Notícias, Lusa e Tribuna Expresso

Partilhar

Por outro lado, Adrien admitiu hoje que seria "mais difícil" à seleção ir longe no Mundial2018 de futebol sem o contributo do capitão Cristiano Ronaldo, autor de três golos na estreia, frente à Espanha.

"Era mais difícil, como óbvio. Prefiro tê-lo [na minha equipa], do que do outro lado. Mas não é o caso. Ele está connosco e muito bem e espero que continue", assumiu, em Kratovo, onde a equipa das 'quinas' prepara o embate com Marrocos, na quarta-feira, em Moscovo.

O capitão da seleção lusa foi decisivo na estreia no Mundial, com um 'hat-trick' no empate 3-3 com a Espanha, a abertura do Grupo B, no qual o Irão, orientado por Carlos Queiroz, venceu a seleção marroquina, por 1-0.

O descontentamento do engenheiro

"É a imagem do 'mister'. Sempre muito exigente connosco. Para que possamos sempre evoluir. Desde que chegou, fez com que equipa tivesse estes resultados. Faz com que equipa nunca esteja satisfeita com o que tem. Faz-nos evoluir cada vez mais", justificou o médio do Leicester, em conferência de imprensa.

Após a igualdade frente à seleção espanhola, em Sochi, com um 'hat-trick' de Cristiano Ronaldo, o selecionador "deu" nota seis à exibição lusa, numa escala de um a dez, entendendo que, entre outros aspetos, faltou mais pressão sobre a Espanha, que teve uma posse de bola superior à que esperava e desejava.