Tribuna Expresso

Perfil

Alemanha

Raio X: Alemanha, a campeã (do futebol ofensivo) em defesa do título

A Tribuna Expresso apresenta as 32 seleções presentes no Mundial 2018, uma por uma. Eis a Alemanha, que partilha o Grupo F com Coreia do Sul, México e Suécia

Tiago Teixeira, analista de futebol

A Alemanha venceu o Mundial em 2014, ao derrotar a Argentina na final

Getty

Partilhar

Ranking FIFA:
Presenças em Mundiais: 1 (1934, 1938, 1954 - vencedor, 1958, 1962, 1966, 1970, 1974 - vencedor, 1978, 1982, 1986, 1990 - vencedor, 1994, 1998, 2002, 2006, 2010, 2014 - vencedor e 2018)
Jogos no Mundial 2018: México (17 junho, 16h, SIC e SportTV); Suécia (23 junho, 19h, RTP1 e SportTV); Coreia do Sul (27 junho, 15h, RTP1 e SportTV)

A atual campeã do mundo, comandada por Joaquim Low, é sinónimo de futebol ofensivo de grande qualidade e chega à Rússia fiel às suas ideias, sabendo na perfeição o que tem que fazer no momento ofensivo.

Organizada no sistema de jogo 4-2-3-1, a seleção alemã procura construir apoiado desde trás e para isso conta com a qualidade técnica da dupla de centrais do Bayern, Jerome Boateng e Mats Hummels, principalmente o último, que é o defesa central com mais qualidade com bola que estará presente no Mundial, e do fantástico lateral direito Kimmich, também ele do Bayern.

No meio-campo, o criterioso médio Toni Kroos é o principal responsável por ligar a fase de construção, através do passe vertical, com a de criação pelo corredor central.

Mesut Özil, Julian Draxler e Thomas Müller são os principais destaques em zonas de criação, pois são eles que procuram receber a bola no espaço entre linhas para depois criarem condições para atacar as zonas de finalização, onde a principal presença é o ponta-de-lança Timo Werner.

Onze provável

Jogador chave

Toni Kroos, médio do Real Madrid

Toni Kroos, médio do Real Madrid

Alexander Scheuber/Getty

Toni Kroos, 28 anos, médio do Real Madrid que se destaca pelo critério que oferece na construção e pela qualidade de passe com que liga as fases do processo ofensivo.

Jogador a seguir

Timo Werner, avançado do RB Leipzig

Timo Werner, avançado do RB Leipzig

Boris Streubel/Getty

Timo Werner, 22 anos, avançado do Leipzig que se destaca pela qualidade técnica com que finaliza e pela inteligência com que se movimenta. Esta época marcou 21 golos pelo Leipzig e na seleção já conta com sete em apenas 13 internacionalizações.

Convocados

Guarda-redes: Manuel Neuer (Bayern Munique), Marc André ter Stegen (FC Barcelona/Esp) e Kevin Trapp (Paris Saint-Germain/Fra).

Defesas: Jérôme Boateng (Bayern Munique), Mats Hummels (Bayern Munique), Joshua Kimmich (Bayern Munique), Niklas Sule (Bayern Munique), Mathias Ginter (Borussia Monchengladbach), Jonas Hector (Colónia), Marvin Plattenhardt (Hertha Berlim) e Antonio Rudiger (Chelsea/Ing).

Médios: Julian Brandt (Bayer Leverkusen), Julian Draxler (Paris Saint-Germain/Fra), Leon Goretzka (Schalke), Ilkay Gundogan (Manchester City/Ing), Sami Khedira (Juventus/Ita), Toni Kroos (Real Madrid/Esp), Thomas Muller (Bayern Munique), Sebastian Rudy (Bayern Munique), Mesut Özil (Arsenal/Ing) e Marco Reus (Borussia Dortmund).

Avançados: Mario Gómez (Estugarda) e Timo Werner (Leipzig).