Tribuna Expresso

Perfil

Raio X às 32 seleções

Raio X: Dinamarca, a seleção que balança entre o criativo e o agressivo

A Tribuna Expresso apresenta as 32 seleções presentes no Mundial 2018, uma por uma. Eis a Dinamarca, que partilha o Grupo C com Austrália, França e Peru

Tiago Teixeira, analista de futebol

A Dinamarca eliminou a República da Irlanda no play-off de acesso ao Mundial

Mike Hewitt

Partilhar

Ranking FIFA: 12º
Presenças em Mundiais: 5 (1986, 1998, 2002, 2010 e 2018)
Jogos no Mundial 2018: Peru (16 junho, 17h, RTP1 e SportTV); Austrália (21 junho, 13h, RTP1 e SportTV); França (26 junho, 15h, SportTV)

A seleção orientada pelo norueguês Age Hareide (Morten Olsen saiu em 2015, depois de 15 anos a liderar a equipa) utiliza o 4-2-3-1 como sistema de jogo e consegue alternar entre um futebol mais direto e focado em ganhar as segundas bolas e um futebol mais apoiado e técnico.

A linha defensiva é comandada pelo experiente capitão Simon Kjaer, do Sevilha (Espanha). À sua frente, como um dos elementos do duplo-pivot, destaca-se Thomas Delaney, do Werder Bremen (Alemanha), médio com boa chegada à área e importante nas segundas bolas.

Na frente, destacam-se os extremos Yossuf Poulsen, do Leipzig (Alemanha), e Pione Sisto do Celta de Vigo (Espanha), pela capacidade em criar desequilíbrios pelos corredores laterais através da velocidade e capacidade no 1x1, e Christian Eriksen, do Tottenham (Inglaterra), pela qualidade técnica e criatividade que oferece em zonas de criação no corredor central.

Onze provável

O onze provável da Dinamarca no Mundial 2018

O onze provável da Dinamarca no Mundial 2018

Jogador chave

Christian Eriksen tem 21 golos marcados em 77 internacionalizações pela Dinamarca

Christian Eriksen tem 21 golos marcados em 77 internacionalizações pela Dinamarca

Lars Ronbog/Getty

Christian Eriksen, 26 anos, criativo médio ofensivo do Tottenham que se destaca pela qualidade técnica e pela criatividade que demonstra. Muito forte nas bolas paradas e nos remates de fora da área.

Jogador a seguir

Pione Sisto, nasceu nos campos de refugiados do Uganda, mas cresceu, desde os dois meses de vida, na Dinamarca

Pione Sisto, nasceu nos campos de refugiados do Uganda, mas cresceu, desde os dois meses de vida, na Dinamarca

Lars Ronbog

Pione Sisto, 23 anos, extremo do Celta de Vigo (Espanha) que ainda só tem 12 internacionalizações. É muito rápido e forte tecnicamente, principalmente no 1x1 ofensivo.

Convocados

Guarda-redes: Frederik Ronnow (Brondby/Din), Jonas Lössl (Huddersfield/Ing) e Kasper Schmeichel (Leicester/Ing).

Defesas: Andreas Christensen (Chelsea/Ing), Henrik Dalsgaard (Brentford/Ing), Jannik Vestergaard (Borussia Mönchengladbach/Ale), Jens Stryger Larsen (Udinese/Ita), Jonas Knudsen (Ipswich/Ing), Mathias Jorgensen (Huddersfield/Ing) e Simon Kjaer (Sevilha/Esp).

Médios: Christian Eriksen (Tottenham/Ing), Lasse Schöne (Ajax/Hol), Lukas Lerager (Bordéus/Fra), Michael Krohn-Dehli (Deportivo/Esp, Thomas Delaney (Werder Bremen/Ale) e William Vitved Kvist (FC Copenhaga/Din).

Avançados: Andreas Cornelius (Atalanta/Ita), Kasper Dolberg (Ajax/Hol), Martin Braithwaite (Bordéus/Fra), Nicolai Jorgensen (Feyenoord/Hol), Pione Sisto (Celta Vigo/Esp), Viktor Fischer (FC Copenhaga/Din) e Yussuf Yurary Poulsen (Leipzig/Ale).