Tribuna Expresso

Perfil

Raio X às 32 seleções

Raio X: Portugal, os campeões europeus que sonham com mais

A Tribuna Expresso apresenta as 32 seleções presentes no Mundial 2018, uma por uma. Eis Portugal, que partilha o Grupo B com Espanha, Irão e Marrocos

Tiago Teixeira, analista de futebol

Portugal venceu o Campeonato da Europa em 2016

Sergei Savostyanov/Getty

Partilhar

Ranking FIFA:
Presenças em Mundiais: 7 (1966, 1986, 2002, 2006, 2010, 2014 e 2018)
Jogos no Mundial 2018: Espanha (15 junho, 19h, RTP1 e SportTV); Marrocos (20 junho, 13h, SIC e SportTV); Irão (25 junho, 19h, RTP1 e SportTV)

A seleção portuguesa, comandada por Fernando Santos, chega à Rússia como campeã da Europa, depois de uma fase de qualificação onde se apurou em igualdade pontual com a Suíça, tendo ambas terminado com nove vitórias e uma derrota nos 10 jogos disputados.

Partindo do sistema de jogo 4-4-2, a ideia principal de Portugal passa por tentar construir até ao último terço, para aí usar os corredores laterais e os cruzamentos para colocar a bola na grande área adversária.

A primeira fase de construção é onde a seleção portuguesa revela mais dificuldades em sair de forma apoiada quando pressionada. Pouca paciência para circular a bola em zonas recuadas e a dupla de centrais (Pepe e Fonte) a demonstrar pouca qualidade neste momento, optando quase sempre por um passe mais longo e direto para os dois avançados (habitualmente André Silva e Ronaldo).

No meio-campo, com William, Moutinho, Bernardo Silva e João Mário há muita inteligência, qualidade técnica e capacidade para construir de forma apoiada, embora a estrutura posicional que é apresentada em organização ofensiva revele por vezes muita distância entre jogadores, o que dificulta a criação de superioridades numéricas e acaba por tornar o processo ofensivo mais limitado e menos criativo.

A principal arma da seleção portuguesa é o jogo exterior, uma vez que na grande área adversária conta com a presença de jogadores como André Silva e Ronaldo, principalmente o último, que é exímio nas movimentações em zonas de finalização, e na finalização propriamente dita.

Onze provável

Jogador chave

Cristiano Ronaldo, o capitão português

Cristiano Ronaldo, o capitão português

FRANCISCO LEONG/GETTY

Cristiano Ronaldo, 33 anos. Todos sabemos bem porquê.

Jogador a seguir

Bruno Fernandes, jogador do Sporting (que entretanto apresentou rescisão com o clube, alegando justa causa...)

Bruno Fernandes, jogador do Sporting (que entretanto apresentou rescisão com o clube, alegando justa causa...)

Pedro Fiuza/Getty

Bruno Fernandes, 23 anos, médio ofensivo do Sporting que se destaca pela visão de jogo e pela qualidade técnica com que executa, principalmente no passe e remate.

Convocados

Guarda-redes: Anthony Lopes (Lyon), Beto (Goztepe), Rui Patrício (Sporting);

Defesas: Bruno Alves (Rangers), Cédric (Southampton), José Fonte (Dalian Yifang), Mário Rui (Nápoles), Pepe (Besiktas), Raphaël Guerreiro (Borussia Dortmund), Ricardo Pereira (FC Porto), Rúben Dias (Benfica);

Médios: Adrien Silva (Leicester), Bruno Fernandes (Sporting), João Mário (West Ham), João Moutinho (Monaco), Manuel Fernandes (Lokomotiv Moscovo), William Carvalho (Sporting);

Avançados: André Silva (Milan), Bernardo Silva (Manchester City), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Gelson Martins (Sporting), Gonçalo Guedes (Valencia), Ricardo Quaresma (Besiktas).

Leia mais sobre cada um dos nossos 23 AQUI