Tribuna Expresso

Perfil

NBA

Sanders trocou €20 milhões pela sua sanidade mental. Agora, volta para jogar com LeBron

Larry Sanders desisitu de jogar da NBA para cuidar da saúde mental em 2015, mas deverá voltar ao campo com a camisola dos Cleveland Cavaliers

Evandro Furoni

Mike McGinnis/Getty

Partilhar

Larry Sanders tinha um contrato milionário na NBA, mas em 2015 abandonou o basquetebol para cuidar da sua sanidade mental. Dois anos depois, está pronto para voltar ao jogo, e ao lado de LeBron James nos Cleveland Cavaliers.

Na NBA desde 2010, Sanders oi eleito o jogador que mais evoluiu na temporada em 2012, o que motivou os Bucks a oferecerem um contrato de mais de €40 milhões ao poste, em 2013.

Foi neste momento que começaram a surgir problemas com o atleta. Os anos de 2013 e 2014 foram marcados pelas sucessivas lesões e manchetes do atleta em situações menos próprias – foi acusado de agressão após uma confusão numa discoteca.

As coisas só pioraram na época de 2014-15. Sanders foi punido duas vezes por quebrar a política antidrogas da NBA e, depois da segunda sanção, o atleta foi afastado durante sete jogos por motivos pessoais.

Em fevereiro de 2015, Sanders revelou através de um vídeo que estava a trocar a NBA por uma clínica para tratar de depressão, crises de ansiedade e distúrbios de humor. Ele tinha mais de €20 milhões ainda por receber dos Bucks.

“Eu entendo que este é um emprego desejável e lucrativo. As pessoas perguntam-me como é que eu podia ser infeliz ali, como é que eu não queria estar lá... Só que os meus valores a as pessoas que amo estarem em minha volta é que são a minha verdadeira fortuna”, afirmou Sanders no vídeo em que explica a sua saída.

Dois anos depois, a saudade do jogo parece ter falado mais forte. O jogador já tinha confirmado em janeiro que gostaria de voltar para ao basquetebol e, nesta segunda-feira, ele fará exames médicos nos Cleveland Cavaliers, atuais campeões da NBA.

Aos 28 anos, Sanders tentará dar mais força à equipa de LeBron James e Kyrie Irving. A esperança dos Cavs era Andrew Bogut, mas o poste lesionou-se gravemente 58 segundos depois de estrear com a camisola de Cleveland.