Tribuna Expresso

Perfil

NBA

Como perder dois terços do ordenado em três minutos? Dahntay Jones explica

O jogador dos Cavaliers cometeu duas faltas técnicas seguidas contra Toronto, que lhe valeram uma multa de seis mil dólares (cerca de €5.5 mil). Que são migalhas para muitas das estrelas da NBA, mas muito dinheiro se tivermos em conta que Jones não tem um salário milionário: ganha pouco mais de 9 mil dólares (€8 mil) nos campeões em título

Lídia Paralta Gomes

Ken Blaze/USA TODAY Sports

Partilhar

Afundar, abrir a boca, abrir a boca novamente, perder dois terços do ordenado. Isto numa questão de segundos. Assim resumidamente, esta é a história da contribuição de Dahntay Jones para a vitória dos Cleveland Cavaliers frente aos Toronto Raptors por 116-105, em jogo da 2.ª ronda dos playoffs da NBA.

Dahntay Jones é um base de 36 anos a quem os Cleveland Cavaliers vão recorrendo sempre que precisam de alguém para compor o plantel. Na segunda-feira, já com o jogo decidido a favor dos Cavs, o técnico Tyronne Lue lançou o veterano a três minutos do fim para o chamado garbage time - trocado por miúdos, é aquele período na reta final de um jogo de basquetebol em que nada vai mudar e por isso esvazia-se o banco de suplentes.

Faltavam qualquer coisa como 18 segundos para o final quando Jones quis colocar a sua marca no jogo: fez um afundanço e logo de seguida provocou Jakob Poeltl. E como isso de armar ao pingarelho raramente passa incólume na NBA, o árbitro assinalou falta técnica ao jogador dos Cavs, que não contente continuou a dirigir-se de forma pouco elegante aos jogadores dos Raptors. A segunda falta técnica não demorou e, consequentemente, Dahntay Jones foi expulso.

Nada disto parece grave para os Cavs, até porque o jogo estava decidido e Jones não é exatamente peça fulcral dos campeões em título. Mas para as finanças do veterano a história podia ter acabado mal.

É que por cada falta técnica cometida, os jogadores devem pagar uma multa de três mil dólares. Como Jones fez duas, a conta sobe para os seis mil. Mas isso não são migalhas para um jogador da NBA? Não quando o teu salário é de pouco mais de 9 mil dólares (€8 mil).

Tal como na última temporada, Jones foi contratado pelos Cleveland Cavaliers no último dia da época regular, assinando um contrato no valor de 9,12 mil dólares. Ou seja, em poucos segundos o base perdeu quase dois terços do salário.

Base é reincidente

Já na última temporada Dahntay Jones se tinha metido numa embrulhada parecida. Também nos playoffs, também contra os Toronto Raptors e também numa altura em que o jogo estava mais do que decidido, o base atingiu Bismack Biyombo com um murro no abdómen e foi suspenso por um jogo. Além da suspensão, foi multado em 80 dólares (€73), o que não é assim tão insignificante quando se tem um contrato de pouco mais de 8 mil dólares.

No último ano, LeBron James prontificou-se a pagar a multa. Este ano já disse que vai fazer o mesmo - até porque seis mil dólares são apenas trocos para alguém que esta temporada vai receber 31 milhões de dólares (€28 milhões).

Mas a estrela já avisou: é a última vez.

“Disse-lhe ‘Dahntay, enough is enough. Pára de ser expulso contra Toronto. Vou deixar de pagar a porcaria das tuas multas’”, revelou LeBron aos jornalistas.

E, aos 36 anos, Jones já tem idade para ter juízo.