Tribuna Expresso

Perfil

  • Ronaldo nosso que estais na Terra (e no futebol profissional há exatamente 15 anos)

    Arquivos Expresso

    Foi exatamente há 15 anos - a 14 de agosto de 2002 - que Cristiano Ronaldo se estreou oficialmente pelo Sporting, na 1ª mão de uma pré-eliminatória da Liga dos Campeões, frente ao Inter de Milão. Para assinalar a data, recordamos um texto publicado em maio sobre a evolução do capitão português, que, aos 32 anos, está longe de estar acabado - apenas diferente: é cada vez mais uma máquina de fazer golos pelo Real Madrid e já tem uma mão na quinta Bola de Ouro

  • Ronaldo nosso que estais na Terra

    Ronaldo

    Aos 32 anos, Ronaldo está acabado? Nem de perto nem de longe. Apenas diferente: é cada vez mais uma máquina de fazer golos pelo Real Madrid, que foi campeão espanhol no domingo passado e pode ser campeão europeu no próximo mês. E já tem uma mão na quinta Bola de Ouro

  • É previsível que nada imprevisível aconteça

    Futebol nacional

    Vamos na terceira época seguida em que os dois primeiros do campeonato estão separados, no máximo, por três pontos, a quatro jornadas do fim. O que é bom. Mas, esta década, só por uma vez houve troca de líder durante o derradeiro mês de competição – e quem estava em 3.º lugar nunca conseguiu vencer os últimos quatro jogos

  • Polícia alemã investiga potenciais “ligações islamitas” no ataque ao Borussia Dortmund

    Liga dos Campeões

    Na carta encontrada perto do local das explosões, há referências ao ataque de dezembro contra um mercado de natal em Berlim, reivindicado pelo Daesh, e às operações militares da Alemanha na Síria. “Süddeutsche Zeitung” e BBC referem que as explosões não se assemelham a anteriores atentados desta natureza e falam numa possível tentativa de desorientar os investigadores

  • Fé em Ederson e penálti para Aubameyang

    Liga dos Campeões

    Se tivéssemos que escolher um motivo pelo qual o Benfica joga esta quarta-feira (19h45, SPORT TV1), em Dortmund, com hipóteses de seguir vivo na Liga dos Campeões, ele seria Ederson. O guarda-redes maravilha segurou a vantagem na primeira mão e os encarnados têm agora de se aguentar numa casa onde os alemães não perdem há 16 jogos. Na Luz, o brasileiro valeu ouro. Se ele, e a equipa, ultrapassarem o Borussia vão passar a valer 6,5 milhões de euros – o prémio pela passagem aos quartos-de-final da competição

  • Fé em Ederson e penálti para Aubameyang

    Liga dos Campeões

    Se tivéssemos que escolher um motivo pelo qual o Benfica joga esta quarta-feira (19h45, SPORT TV1), em Dortmund, com hipóteses de seguir vivo na Liga dos Campeões, ele seria Ederson. O guarda-redes maravilha segurou a vantagem na primeira mão e os encarnados têm agora de se aguentar numa casa onde os alemães não perdem há 16 jogos. Na Luz, o brasileiro valeu ouro. Se ele, e a equipa, ultrapassarem o Borussia vão passar a valer 6,5 milhões de euros – o prémio pela passagem aos quartos-de-final da competição