Tribuna Expresso

Perfil

  • António Salvador: “Sem sanções mais pesadas, o crime compensa e permite todos os desvarios no futebol”

    Entrevistas Tribuna

    Presidente do SC Braga é um dos mobilizadores do G15, o grupo que reúne os clubes da I Liga, com exceção do Benfica, FC Porto e Sporting. Com o cenário de escusa dos árbitros em aberto, em sinal de represália ao clima de intimidação, António Salvador defende ser uma injustiça que pague o justo pelo pecador, rejeitando o estigma que paira sobre todos os clubes. “Qualquer decisão de boicote deve visar diretamente os responsáveis pela suspeição”, diz à Tribuna Expresso, convicto de que o futebol português precisa de uma reforma profunda, a começar pela "tirania financeira" da política de empréstimos dos grandes

  • Luciano Gonçalves, líder dos árbitros portugueses: “Já recebi dezenas de ameaças. Por sms e não só, a última esta semana”

    Entrevistas Tribuna

    Luciano Gonçalves, 37 anos, foi eleito líder da APAF em plena crise dos vouchers e nunca mais deixou de apagar fogos, o último o do apagão do vídeo-árbitro (VAR) no Aves-Benfica. O furor dos comentários e a especulação levou ao pré-aviso de greve aos jogos da Taça da Liga, desconvocada após um princípio de acordo com Pedro Proença. Natural da Batalha, foi defesa esquerdo na III Divisão e árbitro de 2º escalão até 2011, função que abandonou precocemente devido a uma meningite que lhe retirou forças para passar nos testes físicos, agora canalizadas a 100% para a defesa da classe mais odiada do futebol.

  • Os lesados do NES

    FC Porto

    Nuno Espírito Santo vai sentar-se hoje (20h30, Sport TV1) no pior banco da era Pinto da Costa para receber o Sp. Braga do antecessor José Peseiro. Escolhido pelo cada vez menos soberano líder do FC Porto para redimir um clube em agonia, NES arrisca o lugar caso não recupere o 3º lugar na Liga e não vença o Leicester quarta-feira. A lista de lesados do contestado treinador já dá para formar uma equipa (e pode sempre piorar)

  • Vendas caíram para metade mas FC Porto diz que não foi por falta de pretendentes

    FC Porto

    O outrora crónico campeão de vendas viu encolher as receitas de transações de passes em €43,8 milhões na última época. Vendas de jogadores saldaram-se em €38,6 milhões em 2015/16, quando no ano anterior superaram os €80 milhões. Administrador Fernando Gomes diz esta foi uma opção estratégica e que o total das propostas para compra de jogadores rondou os €95 milhões

  • “Cheguei a jantar às quatro da manhã com a equipa”

    Seleção

    Fernando Gomes, presidente da FPF, estava de férias quando nos recebeu no seu gabinete da Cidade do Futebol. Dizia-se naturalmente cansado mas descansado, porque há dias a seleção tornara o improvável numa coisa palpável e, sobretudo, histórica: sagrar-se campeã europeia de futebol. Foi por aí que a conversa começou