Tribuna Expresso

Perfil

  • Naide: “Disse à minha mãe: estás a ver aquela atleta? Um dia hei de ser como ela. Ela respondeu: vai para a cama que o teu mal é sono”

    Entrevistas Tribuna

    A recordista nacional do salto em altura, do pentatlo e heptatlo e do salto em comprimento optou há dois anos por se dedicar à família e ao seu novo trabalho como fisioterapeuta, no Sporting. Aos 37 anos, está encantada com a maternidade, confessa que ficou de boca aberta com a saída de Nelson Évora do Benfica e admite gostar do estilo de Bruno de Carvalho

  • A história da “mimalha” que idolatra Ronaldo mas que não quer ser como ele

    Entrevistas Tribuna

    A mãe não tinha dinheiro para comprar bolas, mas Jéssica Silva cresceu sempre com uma redondinha no pé, mesmo que fosse feita de jornais enrolados. Deveu-o ao pai, ex-jogador do Belenenses que morreu quando ela tinha apenas dois anos. Aos 22 anos, Jéssica já é uma das melhores jogadoras portuguesas mas diz que ainda tem muito que crescer para conseguir escrever a própria história, como Cristiano Ronaldo: “Quando me picavam e diziam coisas feias e más, desatava a chorar em campo”

  • O Ederzito, que agora é meio trambolho, é o melhor trambolho que há

    Arquivos Expresso

    Depois da euforia nas ruas com a chegada da seleção a Portugal após a vitória no Euro 2016, caiu-nos no mail um texto de alguém que dizia ter sido capitão da equipa onde Éder jogou quando era miúdo. Confirmámos a história e pedimos para refazer o texto que nos tinha chegado à caixa de correio. O resultado vem em baixo - e traz revelações nobres sobre o homem que marcou o golo da final Neste fim de semana em que nos despedimos de um ano e nos preparamos para outro, o Expresso republica histórias, reportagens, conversas, narrativas, dúvidas, considerações, certezas e revelações que fizeram de 2016 um ano preenchido. Todos estes artigos são publicados tal como saíram inicialmente

  • Cajuda: “Faço tudo para que gostem de mim. Mas não gosto que façam chichi no meu quintal”

    Entrevistas Tribuna

    Há oito anos decidiu não treinar mais em Portugal, não por ingratidão ao futebol que lhe deu de comer durante quase três décadas 30 anos. Aos 65 anos de idade, 35 de carreira, está de regresso à China, ao serviço Sichuan da II Divisão. De férias de Natal em Braga, onde levou o então Braguinha à Europa e fixou residência, Manuel Cajuda continua sem papas na língua. Diz que só por ignorância ou brincadeira se despede um treinador após dois meses de serviço, ou que o critério 'jovem ambicioso' prevaleça sobre a competência

  • “Aturo um filho da mãe 100 anos se ele for útil ao Sporting”

    Arquivos Expresso

    Detesta o vermelho, não gosta muito de certos empresários e adorava que os ‘leões’ tivessem sido campeões (e só não foram por alguns “azares que outros não tiveram”). Acredita que a rapidez é a chave para o sucesso e que Luís Filipe Vieira está obcecado com o Sporting. Um presidente ao ataque Neste fim de semana em que nos despedimos de um ano e nos preparamos para outro, o Expresso republica histórias, reportagens, conversas, narrativas, dúvidas, considerações, certezas e revelações que fizeram de 2016 um ano preenchido. Todos estes artigos são publicados tal como saíram inicialmente

  • Corre, Silvestre, corre

    Modalidades

    Para quem faz da corrida um desporto ou apenas um lazer não há tradição desportiva mais emblemática no final de ano do que as corridas de São Silvestre, que amanhã junta nas ruas de Lisboa e da Amadora, milhares de atletas profissionais e amadores

  • A vontade de sonhar

    Seleção

    Depois de um ano inesquecível para o futebol português, com a conquista do Euro 2016, um livro recorda a forma como foram vistos pela imprensa - nacional e internacional - os feitos dos Magriços há 50 anos, no Mundial de Inglaterra, que tornou Eusébio uma estrela do futebol à escala planetária