Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

O Lá Em Casa Mando Eu acha que isto só lá vai com um desenho (é só abrir para ver)

Catarina Pereira duvida que Herrera tenha licenciatura de futebolista e receia que Casillas qualquer dia nem penáltis de William Carvalho consiga defender (derivado a falta de rodagem). E pelo caminho fez o desenho que faltava para ajudar o FC Porto a meter a bolinha na baliza

CATARINA PEREIRA, LÁ EM CASA MANDO EU

JOSE MANUEL RIBEIRO/Getty

Partilhar

Casillas

Acho que agarrou uma vez na bola porque ela ia a passar. A continuar a ser assim tão pouco requisitado, temo que fique em baixo de forma e nem sequer seja capaz de defender um penálti do William Carvalho.

Layún

Parece-me que fez uns 18 cruzamentos para a área do Setúbal, mais quatro que não sei bem onde foram parar. Isto tudo somado, segundo Bruno de Carvalho, dá 22 assistências para golo.

Felipe

Estão 30 graus no dia 29 de outubro e as pessoas parece que não querem reparar nos efeitos nefastos do aquecimento global: o degelo, o aumento do nível dos oceanos e o Felipe a tentar fazer pontapés de bicicleta na área do Setúbal. Na defesa, uma atuação irrepreensível, sobretudo na rapidez com que assinalou (e bem) fora-de-jogo no lance do golo anulado ao Vitória.

Marcano

A verdade é que não tenho grande coisa a dizer sobre a exibição de Marcano, por isso decidi fazer-vos um desenho sobre o que é para mim um jogador à Porto:

(Legenda: compromisso, cooperação, comunicação e MARQUEM GOLOS &?!}+#%!)

(Legenda: compromisso, cooperação, comunicação e MARQUEM GOLOS &?!}+#%!)

Alex Telles

Voltou a estar mais participativo no ataque e não comprometeu na defesa, mas para a semana vai ter pela frente o novo Eusébio, o gémeo do Ronaldo e o mentor de Messi: Gonçalo Guedes. Talvez seja de equacionar passar esta responsabilidade a Maxi Pereira, um homem mais assertivo, que pode acabar com a carreir... as corridas da nova promessa do Benfica.

Danilo

Recebeu na segunda-feira o Dragão de Ouro de Futebolista do Ano porque o de Ser Humano do Ano não estava disponível. Ainda não é desta que me vão ver a fazer uma piada maldosa sobre o senhor comendador, que, olhando para a pontuação, já corre o risco de acabar a época a comandar a equipa não só dentro, mas também fora do campo. Estou certa que desenha brilhantemente.

Herrera

Não conseguiu ganhar muitas bolas ao meio-campo adversário, mas perdeu algumas. Não apareceu muitas vezes no ataque, mas também não foi lá atrás pegar no jogo. Bem, pode ser de mim que embirro com o rapaz, mas com a onda de licenciaturas falsas que para aí anda é melhor alguém investigar se Herrera concluiu mesmo a formação de futebolista ou se só frequentou um ou outro estágio.

Óliver

Falhou a melhor oportunidade do FC Porto no jogo: aos 25 minutos, ficou isolado após um contra-ataque de Diogo Jota, mas deixou o guarda-redes Bruno Varela defender. Enfim, anda uma pessoa a pagar o salário do Lopetegui para isto?

Otávio

Percebi que as coisas nos iam correr mal quando, aos 34 minutos, mandou a bola com força contra o árbitro João Pinheiro. A vingança surgiu aos 84, quando o árbitro lhe respondeu com um cartão amarelo por ter levado um pontapé na perna na área do Vitória. Penálti por assinalar e a conspiração anti-Canelas continua.

Diogo Jota

Teve duas das melhores oportunidades do FCPorto, mas não as conseguiu concretizar. Liderou ainda exemplarmente o contra-ataque que deixou Óliver isolado perante Bruno Varela, mas que o espanhol desperdiçou. Tem técnica, tem sentido posicional, mas deve faltar-lhe aquela terceira perna do desenho do Nuno, porque este decidiu tirá-lo.

André Silva

Falhar aquele golo, aos 48 minutos, após o cruzamento de Layún e o grande passe de Otávio, foi para mim um choque tão grande como se na segunda-feira entrasse de Ferrari vermelho no Olival.

Corona

Quando Nuno decidiu tirar Herrera para entrar Corona, entrou na corrida para o Dragão de Ouro de Substituição Mais Previsível do Ano. Prova disso é que até José Couceiro estava preparado para a anular.

Brahimi

Grande presença dos adeptos azuis e brancos esta noite em Setúbal, mas desta vez Brahimi não conseguiu arranjar maneira de os mandar calar.

Rúben Neves

Estava 0-0, o FCPorto queria ganhar e, a certa altura, Nuno terá olhado para o banco e pensado que bom, bom, era meter o Rúben Neves. Eu adoro o rapaz, atenção, mas quando o assunto são pontos preferia que alguém tivesse tido a ideia maluca de contratar um ponta-de-lança alto e ligeiramente tosco, quem sabe até belga.

Partilhar