Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Nuno Espírito Santo: “Faltou-nos saber matar o jogo”

Apesar da vitória sobre o Club Brugge (1-0), o treinador portista admitiu que a equipa precisa concretizar mais

Expresso

José Coelho/ Lusa

Partilhar

Nuno Espírito Santo admitiu, apesar da vitória frente aos belgas do Brugge, que o FC Porto precisa de ser mais eficaz e conseguir marcar mais. Em declarações à Sport TV no final do jogo, o técnico portista defendeu que a equipa conseguiu criar várias oportunidades de golo, mas não teve capacidade para finalizar.

“Era importante ganharmos hoje. Era fundamental. Parabéns aos jogadores. Soubemos sofrer e estar unidos”, disse Espírito Santo. “A juventude é uma virtude e os jogadores vão chegar aos golos. Hoje faltou-nos saber matar o jogo”, acrescentou.

Relativamente ao regresso de Maxi Pereira, o treinador felicitou o lateral (“entrou e entrou muito bem”), mas lembrou que o mais importante é “ter todos os jogadores à disposição”.

“Hoje o Dragão ajudou-nos. Obrigada Dragão”, agradeceu aos adeptos.