Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Barroso, o homem do pontapé-canhão: “98 km/h? Isso eram os meus melhores remates com o pé esquerdo!”

Esteve no tri e no tetra do FC Porto e foi um dos mais marcantes capitães do Sp. Braga. Barroso, hoje com 46 anos, vai ser por isso um dos mais atentos espectadores do jogo que vai opôr dragões e minhotos este sábado, no Dragão. Dono de um dos pontapés mais fortes do nosso futebol, chegou a lesionar colegas em treinos e acredita que só não foi mais vezes à Seleção Nacional porque era o “Barroso do Braguinha”

Lídia Paralta Gomes

CAPITÃO. Barroso, aqui a defender João Vieira Pinto, é uma das figuras da história do Sp. Braga. No imaginário de todos ficou o pontapé-canhão do médio, que passou pelo FC Porto, onde foi campeão duas vezes. Mas este sábado o coração é todo arsenalista

FOTO ANDRÉ KOSTERS

Partilhar

Esse coração está dividido?
O meu coração nunca está dividido, está sempre pelo Sp. Braga. Mas tenho o maior respeito pelo FC Porto, um clube em que deixei a minha marca e ajudei ao tri e a tetracampeonato. A minha tendência é para o Sp. Braga, mas sempre fui muito acarinhado no FC Porto, nunca cuspo no prato onde comi.

O Barroso faz parte da história dos duelos entre FC Porto e Sp. Braga. Há algum desses jogos que lhe tenha ficado na memória?
No ano em que vou para o FC Porto tínhamos uma grande equipa, cheia de grandes jogadores portugueses, com uma mística enorme. Era eu, o Sérgio Conceição, o Paulinho Santos, Jorge Costa, Rui Barros, Fernando Mendes, entre outros. Jogávamos de tal maneira que o meu amigo Manuel Cajuda, que treinava o Sp. Braga, antes de ir às Antas disse: “Ou não aparecemos e levamos 3-0 por falta de comparência, ou arriscamos uma goleada”. E o certo é que o FC Porto ganhou por 5-0. Nesse ano fomos campeões, se não me engano, com 13 pontos de vantagem e fomos aos quartos-de-final da Liga dos Campeões.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • O vídeo dos novos desenhos de Nuno Espírito Santo

    vídeo

    O treinador do FC Porto usou hoje de novo o marcador para desenhar e assim tentar explicar-se melhor. Foi na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Sporting de Braga. "Sei que isto vai ser motivo de brincadeira, crítica e análise", disse. "Não reparem no desenho, prestem atenção ao conteúdo"