Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: "Nestes jogos é que se ganham campeonatos"

Em declarações à flash da Sport TV, o treinador do FC Porto mostrou-se satisfeito com a vitória em Setúbal e garante que da parte dos seus jogadores não havia "intranquilidade ou pressão extra pelo facto dos rivais" terem ganho na véspera

Expresso

FRANCISCO LEONG/Getty

Partilhar

Goleada

“Foi uma resposta importante para nós próprios, não foi para ninguém, porque jogamos em função da nossa exigência, trabalho e do que fazemos no dia a dia. Somos um grupo de qualidade e tínhamos de fazer o nosso trabalho que era ganhar. Conseguimo-lo de uma forma muito meritória, num campo em que é sempre difícil jogar”

Não falhar em momentos decisivos

“Nestes jogos é que se ganham campeonatos. Da nossa parte não há intranquilidade ou pressão extra pelo facto dos rivais terem ganho ontem. Há um foco no nosso objetivo e uma preocupação grande em preparar os jogos para os ganhar. Estamos atentos aos que os outros fazem mas o principal objetivo é dar o máximo, pôr em campo o que trabalhamos e ganhar os três pontos. Esta noite, a partir dos 15 minutos pegámos no jogo, fizemos os golos que tínhamos a fazer e na 2.ª parte gerimos bem e conseguimos fazer mais golos”

V. Setúbal

“Quero deixar uma palavra ao José Couceiro e ao Vitória, que é um clube histórico e merece o meu carinho e votos que corra tudo pelo melhor”

Dupla de ataque Aboubakar e Marega

“É um combinado do trabalho da equipa. Esta noite divertimo-nos com bola. Tivemos uma posse muito interessante, com profundidade e jogo interior e exterior. Fica difícil para os adversários tentarem condicionar a nossa qualidade de jogo, estivemos muito bem nesse aspeto. O trabalho do Marega, do Aboubakar e do Soares é fazer golos, mas também fazem muito trabalho sem bola. São altruístas e não pensam muito naquilo que é o golo. E assim os golos surgem com mais facilidade”

Ausência de Felipe

“Achei que era o momento do Diego Reyes jogar. É uma questão de gestão, não podemos esquecer que os jogadores mais utilizados são os dois centrais e temos de gerir. Temos jogadores de qualidade que podem contribuir com a qualidade que o Felipe tem contribuído”