Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Conceição: “Vi meio mundo escandalizado por eu não cumprimentar um treinador que promove o antijogo. Não sou hipócrita, não sou falso, pá”

Na conferência de imprensa de antevisão do FC Porto-Boavista (20h30, SportTV1), Sérgio Conceição falou da derrota com o Paços de Ferreira e de todas as incidências posteriores ao jogo - e ainda aproveitou para pedir desculpa a Sérgio Oliveira

Expresso

OZAN KOSE/Getty

Partilhar

Semana difícil, depois da primeira derrota na Liga

"Penso que fomos fiéis ao que trabalhamos, ao que somos. Vamos ter um adversário difícil, mas estamo preparados e vamos querer dar uma boa resposta.

Aproveito também para agradecer aos adeptos, porque acho que já foram 44 mil bilhetes vendidos. Penso que é uma prova de grande empatia e de um acreditar grande que existe entre os adeptos.

Foi um jogo menos conseguido da nossa parte, num contexto difícil e diferente, mas estamos conscientes do que temos de fazer para ganhar os três pontos."

O jogo contra o Boavista

"Esperamos que seja tudo diferente em relação ao último jogo, começando pelo tempo e pelo campo.

Em relação aos jgoadores utilizados [Waris ou Gonçalo Paciência, a acompanhar Aboubakar na frente de ataque] muda uma outra nuance consoante o escolhido, mas não mudam os princípios da equipa.

O Boavista é uma equipa muito competitiva e muito bem trabalhada pelo Jorge Simão e com certeza vai criar-nos muitas dificuldades, para tentar levar pontos do Dragão."

A recusa em cumprimentar o treinador do Paços, João Henriques

"Já estou vacinado para o que se diz. O pior é para os meus filhos e para a minha família. Uma coisa é criticar, outra é enxovalhar, de forma anónima, numa rede social. Só fico triste por eles, porque acho que já não é uma questão de futebol, já faz parte da sociedade.

Esta semana puseram cá para fora parte da conferência de imprensa que dei enquanto treinador da Académica. A Académica naquela altura defendeu num bloco baixo, é verdade, mas defendeu muito bem. Não houve de maneira nenhuma antijogo, porque uma coisa é antijogo, outra coisa é cumprir uma estratégia para defender um pouco mais baixo.

Cada treinador tem a sua estratégia. Eu nunca critiquei nada disso. Esse jogo está gravado, contem os minutos jogados nesse jogo. Não houve a palhaçada que houve em Paços de Ferreira, pá.

Vi meio mundo escandalizado por eu não cumprimentar um treinador que promove o antijogo. Não tenho nada contra ele como pessoa. O que vi foi o que ele promoveu enquanto treinador. Não sou hipócrita, não sou falso, pá.

Ai pode fazer-se antijogo porque uma equipa tem €3 milhões de orçamento e outra €60 milhões? Então quem tem dificuldades pode ir roubar, é? Ouvi o José Manuel Delgado dizer isso ontem n' A Bola TV.

Estão ofendidos por isto? Por amor de deus, pá. E não falo mais sobre isto, acabou."

Regresso de lesionados

"Está dificil. O Alex Telles está fora, o Soares ainda vamos ver. O Herrera está convocado, vamos ver. Quer que eu diga a equipa? Não posso [risos].

Diria que é o jogo mais importante da época, porque é o próximo e portanto é o mais importante para nós. Sobretudo porque depois há paragem de 15 dias pelas seleções e podemos recuperar alguns jogadores."

Convocatória da seleção nacional

"Sinceramente não me quero meter nesse assunto. Nem tenho moral, estamos a falar do selecionador que é campeão da Europa. Ele saberá quais são as suas escolhas e respeito ao máximo o Fernando Santos."

Brahimi falhou um penálti contra o Paços de Ferreira e o FC Porto perdeu

Brahimi falhou um penálti contra o Paços de Ferreira e o FC Porto perdeu

MIGUEL RIOPA/GETTY

O penálti em Paços de Ferreira que Sérgio Oliveira não quis marcar e foi Brahimi a falhar

"Muito se falou do penálti. A culpa não é do Sérgio nem do Brahimi, a culpa é minha. Vou explicar: tive uma conversa ao intervalo, não vou revelar qual, em que abordei o Sérgio de uma forma que hoje já não faria. Eu deixei-o algo intranquilo e a culpa é minha. Também cometo erros e peço perdão. Foi um discurso que não devia ter tido. O proximo penálti baterá o Sérgio, para ficarem informados."

As palavras de José Sá ao árbitro, que o expulsou

"Eu também dei os parabéns ao árbitro. Acho que mais grave foi o que fez o guarda-redes do Paços de Ferreira ao longo do jogo, esse sim, devia ter sido expulso. Isso foi bem mais grave do que o que o José Sá disse, num desabafo."

Últimos oito jogos

"Estávamos com uma vantagem maior antes e nunca referi um clube como favorito. Acho que é importante estar na frente, mas a faltar oito jogos são muito pontos em disputa e não vejo grande vantagem, porque vai ser jogo a jogo, nós e os outros dois rivais. Sinceramente não vejo ninguém em grande vantagem. Neste momento ter mais dois ou cinco... as três equipas ainda poderão perder pontos até ao final e se calhar vai depender de quem será mais regular. Ainda falta o clássico e o dérbi. Mas a prova foi o íltimo jogo que tivemos, fica cada vez mais difícil ganhar".

Sérgio Oliveira negou, na revista "Dragões", boatos que dizem que os jogadores do FC Porto podem estar a tomar algo para correr mais

"Isso ouve-se tanta coisa. Hoje é muito fácil criticar porque não se dá a cara. Basta meter um comentário estúpido nas redes sociais. Eu oiço tanta coisa. Com todo o respeito que tenho pelo Marco Silva, ainda agora vi uma notícia de que vinha para o Benfica, e o Rui Vitória é bicampeão nacional. Não estou a falar dos processos na justiça, estou a falar dos recados e das mensagens que às vezes se quer mandar na comunicação social."