Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição sobre o FC Porto em geral, Marega em particular: “Estamos como o aço”

Satisfeito com a vitória por 5-1 frente ao V. Setúbal, o treinador do FC Porto descansou os adeptos quanto à condição física do avançado maliano, que saiu a meio da 2.ª parte

Expresso

MANUEL DE ALMEIDA/lusa

Partilhar

Boa entrada

"Competia-nos ir à procura do resultado. Sabíamos que o Vitória é uma equipa difícil e não esperávamos facilidades até porque no ano passado criaram problemas ao FC Porto no empate aqui em casa. Não olhando para isso, mas sabendo do peso histórico do Vitória no campeonato, estávamos alerta e preparados para resolver o jogo o mais rápido possível. Mas não à pressa. Depressa sim, mas não à pressa. Os golos foram chegando com naturalidade"

Pontos negativos da exibição

"Há sempre um aspeto ou outro menos bom. Estamos sempre à procura da perfeição e eu sou um perfecionista, mas por vezes não é possível. Há sempre coisas a melhorar"

Marega com problemas físicos?

“Ele está como o aço. Está bem. Fui gerindo porque o Marega esteve parado algum tempo, fez um jogo de grande exigência na Luz, mas esta noite esteve muito bem em campo. A mesma coisa com o Ricardo. Queixas na coxa? Sim, mas de fadiga como tantos outros, é absolutamente normal. Pelo que é o historial do Marega decidi tirá-lo. Mas está bem como toda a equipa, estamos como o aço"

FC Porto é uma equipa diferente com e sem Marega?

"Não, não creio. Obviamente é um jogador importante, mas seria tirar mérito à equipa. Temos um plantel em que todos aqueles jogadores que são menos utilizados têm tanta importância como os mais utlizados. Dou importância a todos. Alguns dão mais nas vistas pelos golos ou porque têm esse protagonismo, mas quero realçar todo o grupo, dos 27 jogadores"

Aboubakar de fora dos convocados

"É simples. Levei 19 jogadores mais dois guarda-redes para estágio porque sabia de alguma debilidade do Aboubakar. Não valia a pena arriscar porque estava com febre. Nem podemos, em termos médicos."

Dedicatória a Pinto da Costa

“Queria dedicar esta vitória talvez ao maior símbolo do clube que é o presidente, que faz hoje 36 anos desde que assumiu posse. Tenho um carinho especial por ele, assim como toda a equipa. Já o tive como jogador e agora como treinador e é sempre emocionante partilhar estes momentos com uma pessoa tão grande, o responsável pelo sucesso do FC Porto nestes anos todos. Esta vitória é-lhe dedicada pelo grupo, que ele bem merece"