Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Besiktas: Benfica teve atitude “primitiva” ao partilhar contrato de Talisca

"Se o Talisca proferiu uma declaração que ofendeu o Benfica e os seus adeptos, então foi uma atitude má da sua parte", disse Ahmet Ürkmezgil, secretário-geral do Besiktas, numa entrevista a um programa da rádio turca Radyospor

Fábio Monteiro

Comentários

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Talisca marcou e atacou as águias fora de campo. “Quando a minha filha tinha ainda seis dias, o clube pagou o salário de todos jogadores menos o meu”, disse, no final do jogo. O Benfica ripostou divulgando o contrato do jogador, para mostrar que aquele salário não era da sua responsabilidade. E o Besiktas entrou agora na conversa, conta o “Record”.

O Benfica, ao divulgar o contrato de Talisca, teve uma “atitude primitiva”, disse Ahmet Ürkmezgil, secretário-geral do Besiktas, numa entrevista a um programa da rádio turca Radyospor.

“Estamos conscientes de que o Benfica partilhou o contrato do jogador com a Imprensa local. É uma atitude primitiva. Se o Talisca proferiu uma declaração que ofendeu o Benfica e os seus adeptos, então foi uma atitude má da sua parte. Estamos num mundo profissional e cada um tem de agir de forma séria e profissional”, afirmou.

O dirigente do clube de Istambul defendeu o jogador e atacou os adeptos que o insultaram nas redes sociais. “É uma vergonha. Claro, marcou ao Benfica, mas neste momento ele é jogador do Besiktas. Não é normal que quisessem que não jogasse contra o Benfica. Atacá-lo a ele a à sua família pelo que jogou e por ter marcado o golo é uma atitude de países subdesenvolvidos”, atacou.