Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Jesus professa em Alvalade, Slimani enguiça Espírito Santo e “bye, bye” Sam Allardyce

Slimani voltou a quebrar a alma do FC Porto dentro das quatro linhas, ao apontar o golo da vitória do Leicester. O Sporting já tem mais 1,5 milhões de euros nos cofres e Sam Allardyce, selecionador de Inglaterra, já se demitiu

Fábio Monteiro

Comentários

FRANCISCO LEONG

Partilhar

Bom dia,

Estas são os principais destaques da imprensa desportiva desta quarta-feira:

Sporting letal e Porto volta a escorregar

“Quando Gelson quis, o Sporting arrancou”, escreve a Lídia Paralta Gomes aqui no Tribuna sobre o jogo do Sporting com o Legia de Varsóvia, ontem à noite. O resultado: 2-0 para leões. “O miúdo nem marcou, mas foi a sua intensidade e magia que fez o Sporting agarrar o jogo e a primeira vitória nesta edição da Champions.”

Ainda sobre este jogo, há para ler a prosa do Rogério Casanova, onde a política internacional também vem à baila: “Ruben Semedo vai votar Trump”. E nos “Lá em Casa Mando Eu” o tema é o mesmo: O Adrián que é parecido com um cometa e o Otávio deve ter visto o debate nos EUA.

(Bruno de Carvalho, que ontem discorreu sobre economia e futebol num artigo de opinião publicado no “Diário de Notícias” – e que no Tribuna o Pedro Candeias explicou as entrelinhas –, tem razões para estar contente com as contas do clube: a vitória frente ao Legia deu um “bónus” 1,5 milhões de euros aos cofres.)

Já o FC Porto, derrotado pelo Leicester por 1-0, com golo marcado por Slimani, deve estar prestes a entrar em terapia existencial. Ou como escreve o Diogo Pombo aqui no Tribuna, “Este FC Porto gostava, mas não funciona porque blá, blá, blá, blá”.

Bye, bye Sam Allardyce

Sam Allardyce deixou o cargo de selecionador de Inglaterra. A rescisão foi por mútuo acordo, após o nome do treinador surgir implicado numa investigação sobre negócios ilícitos. Esta notícia já confirmada pela Federação Inglesa de Futebol.

“Esta não foi uma decisão tomada de ânimo leve, mas a prioridade da Federação é proteger largamente os interesses do jogo e manter altos padrões na conduta do futebol. O selecionador de Inglaterra está numa posição em que deve demostrar sempre forte liderança e respeito pela integridade do jogo”, lê-se no comunicado, citado pela BBC Sports.

O agora ex-selecionador de Inglaterra viu o seu nome ser envolvido numa investigação do “Daily Telegraph”. Allardyce terá interferido numa negociação de um acordo no valor de 400 mil libras (cerca de 463 mil euros) para representar uma empresa.

Ronaldo marca… mas o Real empata

O jogo da Liga dos Campeões entre o Real Madrid e o Borussia Dortmund acabou em empate, o que são boas notícias para o Sporting. No final dos 90 minutos, o marcador foi de 2-2.

Já Cristiano Ronaldo, após uma troca de palavras mais emocional com Zinedine Zidane no último jogo, quis mostrar trabalho. E marcou. Mas só que não foi o suficiente para empurrar os merengues até à vitória.

MANCHETES DO DIA

A Bola: “A lei do mais forte”. Que é como quem diz, o domínio absoluto do Sporting e mais um golo de Bas Dost. Mesmo com Jesus fora do banco, os leões fizeram a festa em Alvalade. Mas isso não de pode tornar um hábito, porque o coração de Jesus podia não aguentar. “Sofro muito mais fora do banco”, assumiu no final do jogo.

Record: “Super Dost”. Há três jogos consecutivos que o reforço holandês marca golos, lembra o desportivo. Está a acontecer uma conversão em Alvalade: saiu Super Slim, entrou Super Dost.

Slimani, o “fantasma” de Nuno Espírito Santos, também aparece em destaque na primeira página do “Record”, após ter apontado o golo que deu a vitória ao Leicester frente ao Porto.

O Jogo: “Predador e Presa”. Quem é quem? Slimani – pela segunda vez esta época – voltou a marcar ao FC Porto. Os instintos de matador do argelino não desaparecem com a mudança para Inglaterra. “Falta-nos confiança e a margem de erro reduziu-se”, disse Nuno Espírito Santo no final do jogo.

Dentro das quatro linhas, hoje à noite:

Nápoles – Benfica (19h45) – transmissão na Sport Tv 1