Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Vocações, vocações. Mulryne trocou os relvados pelo sacerdócio, Tim Wiese saiu da baliza para ser wrestler e o Real acendeu uma vela a Jesus

Há vocações que surgem quando outras se apagam. O ex-jogador irlandês do Manchester United Philip Mulryne foi ordenado padre no fim de semana passado. E Tim Wiese, ex-guarda-redes da seleção alemã que fez mais de 200 jogos na Bundesliga, abandonou as balizas e está prestes a estriar-se como wrestler. Já Jorge Jesus, mesmo com a derrota do Sporting, teve a sorte dos santos: o Real Madrid empatou

Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA/GETTY

Partilhar

Bom dia,

estes são os principais destaques da imprensa desportiva esta quinta-feira:

Jesus inventou. E a diferença, agora sim, quase esteve no treinador

Três centrais, uma tática nova e com dois titulares (Paulo Oliveira e Luc Castaignos) que apenas tinham estado num jogo cada um. Jorge Jesus quis experimentar coisas novas em Dortmund e o Sporting deu-se bem quando tinha tudo para se dar mal: jogou mais, foi mais perigoso e teve mais oportunidades. Só que falhou-as todas, perdeu (1-0) e fica quase fora desta Liga dos Campeões. A análise do jogo é do Diogo Pombo.

Mais sobre o jogo do Sporting: Foi um (razoável) prazer ficar a conhecer-te, diz Rogério Casanova a Castaignos.

Jogar à Porto é isto. Bom, mais ou menos

O FC Porto entrou bem no Dragão e venceu o Club Brugge com mais um golo do suspeito do costume: André Silva. Mas ainda teve de sofrer no final.

Mais sobre o jogo do Porto: Onde estava Maxi quando Fejsa se lesionou? Esta e outras respostas reveladoras de Lá em Casa Mando Eu.

O guarda-redes que gostava de ser odiado e agora virou wrestler

Tim Wiese foi guarda-redes, fez mais de 200 jogos na Bundesliga, esteve no Mundial 2010 e no Euro 2012 e tornou-se conhecido com luvas nas mãos. Há dois anos, com 32, retirou-se, começou a ir ao ginásio e, à medida que ia ganhando músculo, aproximava-se de um sonho que tinha: fazer parte da WWE. Esta quinta-feira estreia-se como wrestler profissional e até Hugo Almeida, que jogou com ele, acha isto mesmo muito estranho”. Uma história para ler em detalhe aqui na Tribuna.

Havia dúvidas? Fernando Santos é um dos 10 melhores treinadores de 2016

Fernando Santos já está entre os melhores. O selecionador português integra a lista, divulgada na quarta-feira pela FIFA, de 10 finalistas ao prémio de melhor treinador de 2016, depois de ter guiado Portugal à vitória no Euro 2016.

Didier Deschamps, que viu a França perder nessa mesma final, também está incluído na lista de nomeados, tal como Chris Coleman, selecionador do País de Gales.

De resto, os outros sete treinadores orientaram clubes: Pep Guardiola (Bayern Munique/Manchester City), Jürgen Klopp (Liverpool), Luis Enrique (Barcelona), Mauricio Pochettino (Tottenham), Claudio Ranieri (Leicester City), Diego Simeone (Atlético Madrid) e Zinedine Zidane (Real Madrid).

Fernando Santos divulga ao meio-dia a lista convocados para jogo com a Letónia. Pepe é ausência certa

O selecionador português, Fernando Santos, divulga esta quinta-feira os convocados para o encontro com a Letónia, de qualificação para o Mundial2018 de futebol, numa lista em que é certa a ausência do defesa central Pepe.

O jogador do Real Madrid sofreu uma lesão muscular na perna esquerda no final de outubro e vai ficar afastado dos relvados durante cerca de um mês, mas ia sempre falhar o encontro da quarta jornada do grupo B, agendado para 13 de novembro, no Estádio Algarve, devido a castigo.

Para o seu lugar é esperado que Fernando Santos chame Luís Neto, que atua no Zenit São Petersburgo e que fez parte dos convocados no arranque da fase de apuramento com a Suíça, ou então poderá operar a estreia de Rúben Semedo, que tem estado em destaque nos sub-21 e no Sporting.

Mourinho suspenso por um jogo

José Mourinho, treinador português do Manchester United, foi na quarta-feira suspenso por um jogo pela Federação inglesa de futebol (FA) e condenado a pagar uma multa de 55.000 euros, na sequência de dois incidentes disciplinares.

Mourinho recebeu o jogo de castigo pela expulsão durante o empate a zero do Manchester United com o Burnley, em encontro da 10.ª jornada da liga inglesa, disputado no último sábado, e a multa por declarações proferidas antes do confronto com o Liverpool, da oitava jornada.

A 14 de outubro, três dias antes do 0-0 com o Liverpool, o técnico português fez comentários sobre as arbitragens.

Do Manchester United para o convento?

O ex-jogador irlandês do Manchester United Philip Mulryne mudou de vocação: agora é padre.

No passado sábado, aos 38 anos, foi ordenado diácono pelo arcebispo de Dublin. Mulryne, que jogava na posição de médio, foi colega de equipa de David Beckham, Ryan Giggs e Roy Keane, terminou a carreira em 2008, quando tinha 31 anos. Foi neste ano que começou a estudar para se tornar padre católico.

Em 1996 começou a carreira a jogar pelo Manchester United, onde ficou até 1999. Mulryne alinhou ainda pelo Norwich City, Cardiff City, Leyton Orient e King’s Lynn. Estreou-se na seleção da Irlanda do Norte quando tinha apenas 19 anos.

MANCHETES DO DIA

A Bola: “Não há tanque que pare Gelson.” Menino bonito do Sporting volta a mostrar que merece a Champions. “Claro que podemos ganhar ao Real Madrid em Alvalade”, disse Jorge Jesus, no final do jogo.

Record: “Leão merecia mais.” Gelson e Bryan Ruiz falham flagrantes oportunidades de golo.

O Jogo: “André aponta aos oitavos.” Avançado portista marcou o terceiro golo na Champions e o décimo na temporada.