Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Arbitragem portuguesa está em estado de sítio, José Fonte quer sair do Southampton e Guardiola avisa que não se vai reformar em breve

José Fonte, campeão europeu em França, recusou uma melhoria no seu contrato proposta pelo Southampton e solicitou ao clube da I Liga Inglesa de futebol que o deixe sair

Expresso

MIGUEL A. LOPES

Partilhar

Bom dia,

estes são os principais destaques da imprensa desportiva esta sexta-feira:

Árbitros e familiares ficam com proteção policial

Os árbitros e os seus familiares mais chegados vão passar a ter proteção policial devido às inúmeras ameaças de que têm sido alvo esta temporada, avança o “Correio da Manhã” esta sexta-feira.

A direção da Federação Portuguesa de Futebol contactou o Ministério da Administração Interna, tutelado por Constança Urbano de Sousa, na quinta-feira, com esta intenção em mente, apurou o matutino.

FPF informou as autoridades de que têm sido detetados elementos de claques junto de casas de árbitros, das escolas dos filhos e dos locais de trabalho das mulheres. Mas há ainda mais problemas: os juízes têm-se queixado de que recebem ameaças nos telemóveis e através das redes sociais, que têm sido ainda utilizadas para colocar moradas.

Guardiola desmente que reforma esteja próxima

Pep Guardiola reconheceu na quinta-feira que as suas declarações sobre o fim da sua carreira foram “inapropriadas”, explicando que não vai reformar-se nos próximos “dois ou três anos”.

“Talvez tenha sido inapropriado dizer que estava a começar a pensar no final da minha carreira. Ainda não penso na reforma”, sublinhou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão do jogo da terceira eliminatória da Taça de Inglaterra, contra o West Ham.

Na segunda-feira, numa entrevista à cadeia norte-americana NBC, Guardiola admitiu que a sua carreira no futebol estaria a aproximar-se do fim, mas hoje o espanhol esclareceu as suas declarações.

José Fonte pede ao Southampton para sair

José Fonte, campeão europeu em França, em julho do ano passado, recusou uma melhoria no seu contrato proposta pelo Southampton e solicitou ao clube da I Liga Inglesa de futebol que o deixe sair.

“Ele teve várias oportunidades para melhorar o contrato e exerceu o direito de não o fazer. Ele tornou muito claro que gostaria de explorar a oportunidade de uma transferência”, afirmou o diretor do futebol do Southampton, Les Reed, em declarações à "BBC".

Presidente da APAF insultado e ameaçado

O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) foi na quinta-feira ameaçado e insultado junto à sede da associação na Avenida Almirante Reis, em Lisboa.

Luciano Gonçalves foi intimidado por um grupo de adeptos não identificados. Este caso acontece depois do árbitro Artur Soares Dias ter sido ameaçado por dois elementos ligados à claque do FC Porto Super Dragões.

Sporting toma posição sobre caso das arbitragens… e Benfica

O Sporting vai tornar pública esta sexta-feira uma posição sobre os sucessivos resultados negativos, conta o “Record”.

Segundo o desportivo, os leões deverão apontar baterias à arbitragem, que responsabilizam em grande percentagem pelos insucessos da temporada em várias frentes , e suspeitam de uma campanha orquestrada pelo Benfica, com o objetivo de fragilizar instituição, presidente e treinador.

Adrien terá sido proposto à Juventus

Segundo a imprensa italiana, Adrien Silva terá sido proposto à Juventus. A Sky Sport Italia conta que o capitão leonino é visto como um potencial reforço dos pentacampeões transalpinos, numa altura em que procuram reforçar o meio-campo.

Manchetes do dia

A Bola: “Estado de Emergência.” Futebol português está a viver um dos seus momentos mais conturbados.

Record: “Estado de Sítio.” Clubes revoltados com as arbitragens.

O Jogo: “Alta tensão.” Arbitragem volta a estar no olho do furacão.