Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O “novo Sporting”, o processo do empresário de Guedes ao Benfica e o Alavés na Taça do Rei

O Alavés qualificou-se na quarta-feira pela primeira vez para a final da Taça do Rei de Espanha, ao vencer em casa o Celta de Vigo, por 1-0, na segunda mão das meias-finais

Expresso

JOSÉ COELHO/LUSA

Partilhar

Bom dia,

estes são os principais destaques da imprensa desportiva esta quinta-feira:

Lisboa e Porto entre 54 cidades que apoiam candidatura de Paris aos Jogos Olímpicos 2024

Lisboa e Porto figuram entre as mais de 50 cidades de todo o mundo que manifestaram publicamente o seu apoio à candidatura apresentada por Paris aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2024 num comunicado conjunto divulgado na quarta-feira.

O anúncio do apoio por 54 cidades de todo o mundo à candidatura surgiu na sequência de uma iniciativa lançada pelo presidente da Câmara de Montreal (Canadá), Denis Coderre.

Paris concorre com Budapeste (Hungria) e Los Angeles (Estados Unidos) à organização dos Jogos Olímpicos de 2024, cujo vencedor vai ser revelado a 13 de setembro, em Lima, no Peru.

Leipzig prolonga contrato com Emil Forsberg

O Leipzig, segundo classificado do campeonato de futebol da Alemanha, prolongou o contrato com o internacional sueco Emil Forsberg até 2022.

"A prematura extensão do contrato confirma, mais uma vez, a maneira como queremos continuar a trabalhar juntos nos próximos anos", justifica o clube.

Forsberg, de 25 anos e que em 2016 renovou por cinco épocas até 2021, tem sido uma das figuras chave da equipa sensação do campeonato, com cinco golos e nove assistências.

"Emil é um jogador completo e figura-chave no Leipzig. Está a fazer uma época excelente e sente-se confortável no clube e cidade", justificou o diretor desportivo, Ralf Rangnick.

Antigo empresário de Gonçalo Guedes processa Benfica

O Benfica vai responder em tribunal num processo movido que exige o pagamento de 4,8 milhões de euros referentes a comissões e à transferência para o Paris Saint-Germain.

A audiência preliminar teve lugar na quarta-feira no Palácio da Justiça, em Lisboa, não tendo existido um entendimento entre as duas partes para evitar o julgamento, como adiantou à Lusa o agente Paulo Rodrigues.

"Não houve nem a aproximação para um acordo. O Benfica prejudicou-me em milhares de euros, porque não me pagou as duas renovações que eu consegui ao jogador em 2014. Foi pagar a empresas terceiras e outros empresários", disse.

Em causa estão as comissões a que o empresário alega ter direito: a primeira de um milhão de euros, referente a abril de 2014, e outra de 800 mil euros, datada de novembro desse ano, quando a cláusula de rescisão do jogador passou a ser de 60 milhões de euros. De acordo com o queixoso, terá ainda sido estabelecida uma percentagem de dez por cento de uma futura venda.

Philipp Lahm anuncia final de carreira

O futebolista alemão Philipp Lahm, capitão do Bayern Munique, anunciou na quarta-feira que vai terminar a carreira no verão.

"Decidi deixar de jogar futebol no final da temporada". Foi assim que o alemão confirmou a notícia avançada pelo jornal Bild. Lahm promete "manter o nível exibicional até ao final da temporada, mas não depois disso". O jogador vai abandonar o Bayern Munique apesar de ainda ter um ano de contrato e depois de ter rejeitado o cargo de diretor desportivo.

Alavés apura-se pela primeira vez para a final da Taça do Rei

O Alavés qualificou-se na quarta-feira pela primeira vez para a final da Taça do Rei de Espanha em futebol, ao vencer em casa o Celta de Vigo, por 1-0, na segunda mão das meias-finais.

Depois do nulo em Vigo, o conjunto basco garantiu a histórica qualificação para a final a oito minutos dos 90, com um golo do médio Edgar Mendez, que tinha entrado três minutos antes.

Regressado esta temporada à primeira divisão espanhola, o Alavés, que já disputou uma final da Taça UEFA, em 2000/01, vai disputar a sua primeira final da Taça do Rei em 96 anos de história.

Gastão Elias aponta ao top50 do ranking ATP

Gastão Elias assumiu à agência Lusa que a entrada no 'top-50' do ténis mundial é o seu objetivo mais imediato e não escondeu que seria bom tornar-se o número um nacional.

Numa das suas raras visitas a Portugal, onde esteve a representar Portugal na Taça Davis, Gastão Elias não fugiu à pergunta sobre se este seria o ano em que se tornaria no melhor tenista português: "Espero que sim, era bom. Já estive ali no número 57, gostei e não quero largar. Queria chegar ao 'top-50'. Neste momento, esse é o objetivo principal".

O número dois nacional, que neste momento é 76.º do 'ranking ATP', começou, pela primeira vez na sua carreira, a época dentro do 'top-100' mundial, algo que, na sua opinião, não representa uma pressão acrescida.

Manchetes do dia

A Bola: “O novo Sporting”. Leões já preparam projeto para 2017/18.

Record: “Cara a cara na liga.” Bruno de Carvalho desafia Carlos Pinho a provar acusações

O Jogo: “Bayern acelera Nélson”. O preço está definido: 40 milhões de euros.