Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

A probabilidade de Samaris falhar o dérbi, a pornografia à hora do jantar e o contra-ataque dos fundos

Na newsletter “Dragões Diário”, publicada na segunda-feira, o embate entre o Benfica e o Moreirense é descrito como “pornografia à hora de jantar”

Expresso

Carlos Rodrigues

Partilhar

Bom dia,

estes são os principais destaques da imprensa desportiva esta terça-feira:

Samaris pode ser suspenso por 10 jogos

A Páscoa pode ser amarga para Samaris. O artigo 151.º do Regulamento Disciplinar da Liga, prevê uma suspensão entre um e 10 jogos em casos de agressão.

Mais sobre esta situação AQUI na Tribuna.

Bruno de Carvalho aplaude decisão do Tribunal Arbitral do Desporto

Bruno de Carvalho aplaudiu a decisão do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) na segunda-feira de negar o recurso efetuado pelo clube belga FC Seraing e que, no fundo, confirma a legalidade da regulamentação da FIFA, que proíbe a partilha da propriedade do passe de futebolistas, o TPO.

“A decisão do TAS de confirmar que os fundos são ilegais só vem demonstrar que eu e o Sporting Clube de Portugal sempre tivemos razão quando iniciámos este combate pela transparência no futebol. É com grande satisfação que assisto a estas mudanças no desporto em geral, e no futebol em particular, sempre no sentido de melhorar e tornar esta indústria mais recomendável”, disse Bruno de Carvalho ao “Record”.

Esta decisão será favorável ao Sporting - o clube mantém um diferendo na justiça com a Doyen Sports, por causa das rescisões de contrato com Rojo e Labyad.

Porto diz que jogo do Benfica com o Moreirense foi “pornografia à hora de jantar”

O jogo entre o Benfica e o Moreirense ainda continua fora das quatro linhas. Na newsletter “Dragões Diário”, publicada na segunda-feira, o encontro é descrito como “pornografia à hora de jantar”.

“Em pleno Domingo de Ramos, foi pouco católica a noite de ontem [domingo] em Moreira de Cónegos, tantos foram os pecados que o internacional proveta Tiago Martins cometeu no Moreirense-Benfica. Salvou Luisão de um cartão vermelho, depois de uma entrada violenta sobre Boateng aos 31 minutos. Perdoou o quinto amarelo a Pizzi, pela enésima vez - em termos católicos diz que se deve perdoar 70 vezes sete... Benzeu o golo que decidiu o jogo com uma falta inexistente de Dramé sobre Nélson Semedo. E para acabar a missa, nenhum dos concelebrantes do apito foi capaz de ver o murro de Samaris no ventre de Diego Ivo”, pode ler-se na publicação.

“Faltou a bolinha vermelha no canto superior direito na transmissão da Sport TV, porque o que ali se passou foi, de facto, pornográfico”, acrescenta o FC Porto.

Manchetes do dia

A Bola: “Samaris tem derby em risco”. Murro a Diego Ivo pode custar presença em Alvalade

Record: “Samaris tem derby suspenso”. Murro dá origem a batalha jurídica

O Jogo: “Turbilhão Samaris”. Agressão do grego une rivais


Partilhar