Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

United pode dar €45 milhões por Lindelöf, o FC Porto não pode perder pontos e a desistência de Albert Ramos no Estoril Open

O namoro já vai longo: há meses que Mourinho cobiça o central do Benfica, mas os números não têm ajudado.

Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Bom dia,

estes são os principais destaques da imprensa desportiva esta sexta-feira:

Albert Ramos desistiu do Estoril Open

O tenista espanhol Albert Ramos, 19.º do ‘ranking’ mundial, desistiu do Estoril Open, confirmou à Agência Lusa fonte da organização.

Ramos, que deveria ocupar o lugar de segundo cabeça de série do único torneio ATP disputado em Portugal, por ser o mais cotado dos inscritos a seguir ao australiano Nick Kyrgios (16.º), vai falhar a prova por opção.

O catalão, de 29 anos, atingiu esta semana o melhor ‘ranking’ da sua carreira, depois de ter alcançado a final do Masters 1000 de Monte Carlo, onde perdeu por 6-1 e 6-3 com o compatriota Rafael Nadal.

Lindelöf "feliz" com livre, "nunca tentado a este nível", marcado ao Sporting

O defesa central do Benfica Victor Lindelöf mostrou-se "feliz" com o golo marcado ao Sporting, de livre direto, na 30.ª jornada da I Liga de futebol, algo que "nunca tinha tentado a este nível".

"Pratico há muito tempo, mas nunca a este nível. Foi um bom livre e estou feliz por ter marcado. Senti-me contente por a equipa ter conseguido um ponto muito importante. É sempre bom marcar num jogo como este e fiquei muito feliz”, realçou o jogador ‘encarnado', à margem da apresentação de uma marca de relógios, que decorreu no Estádio da Luz, em Lisboa.

Para o internacional sueco, “conquistar o tetra é um sonho”, mas “nada está decidido”, até porque “os quatros jogos que restam serão difíceis".

João Paulo Rebelo recusa "generalização da violência" no desporto

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, refutou a ideia de uma generalização da violência no futebol e frisou que todos os agentes desportivos "são responsáveis" no combate a este fenómeno.

Em declarações à margem de uma cerimónia de homenagem aos ‘Lisbon Lions', a equipa do Celtic que venceu a Taça dos Campeões Europeus de 1967 no Estádio Nacional, no Jamor, o governante reconheceu, porém, que "não há varinhas mágicas" para acabar com estes episódios e que este será sempre "um combate de longa duração" para todos.

"Recuso uma ideia de generalização da violência no desporto. Não existe. Há no futebol cerca de 174 mil jogos por época. Há, de facto, episódios e fenómenos que são condenáveis, como as agressões aos árbitros, mas que são também muitas vezes o envolvimento das próprias famílias, o fenómeno da violência associada às claques e aos próprios dirigentes desportivos", disse.

Pedro Sousa recebe 'wild card' para o Estoril Open

O tenista Pedro Sousa recebeu um convite para o quadro principal do Estoril Open, uma honra que deixou o número três português "obviamente muito feliz”.

“Antes de mais, agradecer o convite ao João Zilhão e à organização. É ótimo ter recebido o convite e, obviamente, fico muito feliz de voltar a jogar o quadro principal do Estoril Open, ainda para mais porque, como ainda estou a competir, não sabia se conseguia chegar a tempo do ‘qualy’. Só espero jogar bem e aproveitar a oportunidade”, disse à Agência Lusa o tenista lisboeta, depois de saber que tinha sido premiado com um ‘wild card’ para o torneio que se disputa, entre 01 e 07 de maio, no Clube de Ténis do Estoril.

Já o diretor do Estoril Open, citado em comunicado, justificou a opção por entregar o segundo dos três convites para o quadro principal ao 219.º jogador mundial.

Nuno Espírito Santo lembra que já não há margem para o FC Porto perder pontos

O treinador do FC Porto, Nuno Espírito Santo, admitiu que a visita de sábado ao Desportivo de Chaves, da 31.ª jornada da I Liga de futebol, é de grande importância, não havendo qualquer margem para perder pontos.

O técnico portista está, no entanto, ciente das dificuldades, mas garantiu que a equipa vai lutar até ao fim pela conquista do título nacional.

Lindelöf pode ir para o Manchester United por 45 milhões de euros

O namoro já vai longo: há meses que Mourinho cobiça o central do Benfica, mas os números não têm ajudado. Segundo o “Record” esta sexta-feira, o Manchester United pode estar a encher os olhos dos encarnados com uma proposta milionária: 45 milhões de euros. A concretizar-se a transferência para o United, esta ocorrerá no final da atual época.

Manchetes do dia

A Bola: “United chega aos 45 milhões por Lindelof”. Clube de Mourinho aproxima-se das pretensões do Benfica

Record: “Mira no Tetra”. Lindelof quer ficar na história do Benfica

O Jogo: “A equipa vai mostrar revolta”. Promessa de Maxi Pereira