Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O “hexa” da Juventus, mais um título para Cristiano Ronaldo, o Porto perdeu a fé em Espírito Santo(?) e Bas Dost só ficou atrás de Messi

A Juventus tornou-se a primeira equipa a sagrar-se hexacampeã italiana de futebol, ao vencer em casa o Crotone, por 3-0, em jogo da 37.ª e penúltima jornada da 'Serie A'.

Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Bom dia,

estes são os principais destaques da imprensa desportiva esta segunda-feira:

Sporting vence Desportivo de Chaves no fecho da I Liga

O Sporting recebeu e venceu o Desportivo de Chaves por 4-1, no jogo que encerrou a I Liga de futebol, no qual o holandês Bas Dost marcou três golos.

Num arranque 'demolidor', o Sporting chegou aos 2-0 aos 15 minutos, com dois tentos do internacional holandês, e fechou a primeira parte a vencer já por 3-0, depois do golo de Matheus Pereira, aos 30. William, aos 60, ainda reduziu para os flavienses, mas Bas Dost, aos 90+1, anotou o terceiro da sua conta, na conversão de uma grande penalidade, confirmando-se como melhor marcador português, tendo ficado na segunda posição a nível europeu, logo atrás do argentino Messi.

O Sporting encerrou o campeonato na terceira posição com 70 pontos, enquanto o Chaves foi 11.º com 38.

Real Madrid vence 2-0 em Málaga e conquista 33.º título de campeão de Espanha

O Real Madrid sagrou-se campeão de futebol de Espanha pela 33.ª vez, após vencer fora o Málaga por 2-0, na 38.ª e última jornada, na qual o Barcelona ganhou 4-2 ao Eibar.

Cristiano Ronaldo inaugurou o marcador, aos dois minutos, e Benzema, em milimétrico fora de jogo, confirmou o triunfo, aos 55, 'selando' o êxito para os ‘merengues’, que até podiam empatar para conquistar o cetro e quebrar um jejum de quatro anos, desde que José Mourinho foi campeão em 2012.

O Barcelona, com 24 títulos, que só seria campeão com triunfo e derrota do seu rival, esteve a perder em casa 2-0, mas consumou a reviravolta, inócua para a sua ambição de renovar o título.

Jogadores e equipa técnica do FC Porto vaiados após derrota com Moreirense

A equipa do FC Porto, que perdeu por 3-1, na última jornada do campeonato frente ao Moreirense, foi vaiada no final do jogo quando se dirigiu à bancada dos adeptos para agradecer o apoio.

Assobios e palavras de descontentamento foram dirigidas aos jogadores e equipa técnica 'azul e branca', que, com esta derrota, permitiu ao Moreirense manter-se na I Liga.

Na saída do autocarro dos 'dragões' houve também alguma confusão, com os adeptos a insultar os jogadores e o treinador, tendo a situação de ser controlada pela polícia.

Tondela e Moreirense vencem e asseguram manutenção

O Tondela, que recebeu e venceu o Sporting de Braga por 2-0, e o Moreirense, que venceu 3-1 na receção ao FC Polrto, garantiram a permanência na I Liga de futebol, tendo o Arouca descido à II Liga.

Em jogos da 34.ª e última jornada da prova, os tondelenses eram os que estavam em pior situação, precisando de vencer o seu jogo e que o Moreirense não vencesse o seu ou o Arouca perdesse em casa do Estoril-Praia, necessitando ainda de anular a desvantagem de golos que tinha para aquela equipa, o que veio a suceder.

Em Tondela, golos de Heliardo (41 minutos) e de Kaká (64) foram suficientes para o triunfo sobre os 'arsenalistas', enquanto, em Moreira de Conégos, Boateng (16), Frederic (37) e Alex (83) foram os autores dos golos que ditaram a vitória e consequente permanência do Moreirense, que ainda levou um susto, aos 66, quando Maxi Pereira reduziu para os 'dragões'.

Sporting de Braga repudia atitude de grupo "instrumentalizado" de adeptos

A direção do Sporting de Braga lamentou a atitude de um grupo "instrumentalizado" de adeptos do clube no final do jogo com o Tondela, da última jornada da I Liga de futebol.

"A direção do Sporting de Braga lamenta e repudia veementemente a atitude de um grupo restrito e minoritário de adeptos" no final da derrota com os tondelenses por 2-0, "o desrespeito para com os jogadores e, acima de tudo, para com o símbolo do nosso clube, nomeadamente através do arremesso de objetos que atingiram atletas e, sobretudo, do arremesso de camisolas entregues pelos jogadores para o chão", pode ler-se num comunicado do clube.

A direção 'arsenalista' liderada por António Salvador "estranha que este tipo de comportamento se venha agudizando nos últimos meses, reconhecendo também que o universo de adeptos do Sporting de Braga não pode ser confundido com um pequeno núcleo instrumentalizado ou movido por outros objetivos que não a defesa e o apoio do Sporting de Braga".

Vítor Oliveira diz que continua, SAD Portimonense diz que depende de pormenores

O treinador Vítor Oliveira anunciou no domingo a permanência no Portimonense, clube que se sagrou campeão da II Liga de futebol, mas o diretor-geral da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do clube disse que a continuidade "depende de pormenores".

"Há um conjunto de fatores que levaram a que ponderasse e decidisse continuar, após convite do senhor Theo [Theodoro Fonseca, principal acionista da SAD] e estamos a preparar a próxima época", disse aos jornalistas Vítor Oliveira, à margem da entrega da taça de campeão da II Liga de futebol, em Portimão.

Contudo, o diretor-geral da SAD, Rodiney Sampaio, disse aos jornalistas que a continuidade de Vítor Oliveira "depende de pormenores, os quais vão ser analisados".

Arouca perde com Estoril e desce à II Liga

O Arouca desceu hoje à II Liga de futebol, após perder em casa do Estoril-Praia por 4-2, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga de futebol.

A formação de Arouca entrou nesta jornada em melhor posição do que as outras duas equipas que lutavam para não descer, mas a sua derrota por dois golos de diferença, aliada à vitória do Tondela na receção ao Sporting de Braga por 2-0, ditou a descida dos arouquenses.

Adilson, no primeiro minuto, quando colocou o Arouca em vantagem, e aos 31, quando reduziu a desvantagem da sua equipa para 3-2, ainda fez o Arouca sonhar com a manutenção, mas os golos de André Claro (06), de grande penalidade, Carlinhos (19), Bruno Gomes (30) e Tocatins (76), ditaram a vitória estorilista e consequente descida do Arouca.

Costinha sai do comando técnico da Académica

José Costinha não vai continuar a orientar a Académica na próxima época na II Liga de futebol, anunciou hoje o técnico no final do jogo em que a 'briosa' recebeu e derrotou o FC Porto B por 2-1.

O antigo internacional português, que já treinou Beira-Mar e Paços de Ferreira, tinha assinado contrato em junho do ano passado válido por uma época.

Na conferência de imprensa de análise à vitória sobre o FC Porto B, Costinha disse que a decisão da direção da Académica lhe tinha sido comunicada há "poucos dias".

Claque do FC Porto volta a relacionar acidente da Chapecoense com Benfica

A claque do FC Porto voltou hoje a entoar cânticos que relacionavam o acidente de aviação da Chapecoense e o Benfica, depois de sobrevoar o estádio do Moreirense um drone com um pano vermelho e o número 36.

Ainda durante a primeira parte do encontro entre o Moreirense e o FC Porto, os adeptos dos 'dragões' cantaram em uníssono a música "Ai quem me dera que o avião da Chapecoense fosse o do Benfica", isto depois de sobrevoar o relvado de Moreira de Cónegos um drone com uma bandeira alusiva ao Benfica.

Numa altura em que o FC Porto já estava a perder por 1-0, a claque não encarou da melhor forma a provocação, voltando a repetir a atitude pela qual, anteriormente, haviam pedido desculpa e garantido que não se repetiria.

Juventus conquista inédito 'hexa' em Itália

A Juventus tornou-se a primeira equipa a sagrar-se hexacampeã italiana de futebol, ao vencer em casa o Crotone, por 3-0, em jogo da 37.ª e penúltima jornada da 'Serie A'.

A uma jornada do final do campeonato e com três pontos por disputar, a 'Juve' pode festejar o seu sexto título consecutivo, uma vez que passou a contar 88 pontos, contra 84 da Roma, que no sábado venceu o Chievo por 5-3.

No historial da prova, a formação de Turim consolidou ainda mais a liderança, ostentando agora 33 troféus, contra os 18 de Inter de Milão e AC Milan.

Rali de Portugal: Sébastien Ogier vence pela quinta vez e iguala recorde de Markku Alen

O francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta) venceu pela quinta vez o Rali de Portugal, sexta prova do Mundial, igualando o recorde de triunfos do finlandês Markku Alen, campeão em 1975, 1977, 1978, 1981 e 1987.

O tetracampeão do mundo conquistou o seu 40.º rali, o segundo da temporada, depois do triunfo em Monte Carlo, e reforçou a liderança do Mundial, ao terminar as 19 provas especiais de classificação com 15,6 segundos de vantagem sobre o belga Thierry Neuville (Hyundai i20), enquanto o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20) fechou o pódio, a 01.01,7 minutos de Ogier.

Após a quinta vitória em Portugal e a primeira no norte do país, reeditando os êxitos de 2010, 2011, 2013 e 2014, Ogier soma 128 pontos, mais 22 do que Neuville, segundo, e mais 40 do que o finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris), que terminou hoje no nono lugar.

Manchetes do dia

A Bola: “O Leão de Prata”. Bas Dost ainda sonhou com bota de ouro

Record: “Rei do Golo”. Holandês marcou metade dos golos do Sporting

O Jogo: “Nuno põe o pé em cima da mesa”. Nuno Espírito Santo fala em saída