Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Fisco investiga transferências milionárias dos maiores clubes portugueses

A investigação começou em 2016 e prossegue este ano, envolvendo operações com 52 jogadores e técnicos de futebol

Expresso

tiago miranda

Partilhar

A Autoridade Tributária está a investigar os principais negócios das sete maiores sociedades anónimas desportivas em Portugal e respetivos clubes de futebol, avança o “Correio da Manhã” esta quarta-feira. Como era de esperar, os três grandes - Benfica, Sporting e FC Porto - são os principais focados nesta investigação. Sp. Braga e V. Guimarães também estão a ser escrutinados.

Desde o início de 2016, só os três grandes realizaram, entre vendas e aquisições de jogadores, negócios de 446,3 milhões de euros.

Segundo o matutino, a investigação começou em 2016 e prossegue este ano, envolvendo operações com 52 jogadores e técnicos de futebol. Dado que estes negócios envolvem clubes estrangeiros, o Fisco pediu informações às autoridades tributárias dos respetivos países, de forma a apurar se as verbas envolvidas nas transferências foram todas declaradas para efeitos fiscais.

“O setor do desporto em geral, e do futebol em particular, tem vindo, nos últimos tempos, a ser uma preocupação por parte da AT dados os valores envolvidos nas transações de jogadores e respetivos direitos de imagem”, já apontava o relatório de Combate à Fraude e Evasão Fiscais e Aduaneiras de 2016 da Autoridade Tributária.