Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Jesualdo Ferreira sem papas na língua: “Não fosse o caso do túnel, teria sido tetra no FC Porto”

De volta a 2009 e ao caso do túnel da Luz. “A forma como os meus jogadores foram tratados, como o FC Porto foi tratado, a forma como as coisas aconteceram… não foi verdade”, diz Jesualdo Ferreira

Expresso

Jesualdo Ferreira foi a primeira aposta de António Salvador e esteve no Sporting de Braga de 2003 a 2006, voltando depois em 2013.

Matthew Lewis

Partilhar

Depois de ter vencido o tricampeonato pelo FC Porto na época 2008/2009, Jesualdo Ferreira foi incitado pela família a sair do clube. Mas escolheu ficar, queria “reconhecimento”, e renovou pelos dragões por mais duas épocas. A conquista de um tetra era o objetivo a que se tinha proposto.

“Conquistar o Tetra foi o objetivo que não cumpri. E estou convencido que se não fosse o caso [do túnel da luz] teríamos sido campeões. O FC Porto teria feito o penta e eu feito o tetra. Esse episódio foi decisivo”, confessa o treinador português em entrevista à “Bola” esta quinta-feira.

Segundo Jesualdo Ferreira, a decisão da Comissão Disciplinar foi injusta. “A forma como os meus jogadores foram tratados, como o FC Porto foi tratado, a forma como as coisas aconteceram… não foi verdade”, disse.

Como consequência dos incidentes no túnel da Luz, a Comissão suspendeu o avançado brasileiro Hulk por quatro meses e o defesa romeno Sapunaru por seis meses, tendo arquivado ainda um processo movido ao guarda-redes brasileiro Helton.

Nestes dias, afastado de Portugal e a treinar no Qatar, Jesualdo Ferreira ainda se mostra nostálgico de todas as suas passagens pelos três grandes portugueses - apesar do carinho particular pelo FC Porto. “O Porto foi uma história de vida”, disse.

Quanto ao sucesso da seleção nos últimos dois anos, puxa a si alguns dos louros. “Dos 23 jogadores 13 foram treinados por mim”, lembrou.

Partilhar