Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

No balneário do inimigo. Onde Aboubakar foi parar depois da derrota do FC Porto

Depois da primeira derrota da época do FC Porto, Aboubakar, que estava suspenso e não pode jogar frente à equipa a que esteve emprestado na última temporada, foi visitar o balneário onde estavam os seus antigos colegas de equipa

Expresso

Aboubakar está a brilhar no FC Porto 2017/18

FRANCISCO LEONG/GETTY

Partilhar

Será Aboubakar um homem de duas faces, um homem de duas mentes? A resposta a esta questão, tendo em conta o que aconteceu na quarta-feira, pode ser complicada para alguns adeptos dos dragões.

O FC Porto perdeu por 3-1 frente ao Besiktas, no Estádio do Dragão, e Aboubakar não jogou. O camaronês, que na época passada esteve emprestado aos turcos, estava suspenso. Mas, no final do jogo, Aboubakar fez questão de estar presente… no balneário do Besiktas.

Enquanto o FC Porto ainda sentia as réplicas de uma derrota dura, o camaronês aproveitou a oportunidade para rever alguns dos seus antigos colegas de equipa. O que é normal, faz parte do ‘fair-play’ desportivo, mas, ao mesmo tempo, terá caído mal no âmago de muitos adeptos dos dragões e da equipa de dirigentes. Nas redes sociais, o avançado fo FC Porto está a ser muito criticado por esta atitude; existem também acusões de falta de compromisso e entrega para com o clube português.

O holandês Ryan Babel, jogador do emblema de Istambul, publicou, já depois do final do jogo um vídeo junto de Aboubakar no balneário dos turcos. “Meu irmão. Tinha saudades dele”, escreveu na legenda do vídeo.

Apesar de o vídeo não especificar quando é que foi gravado, se antes ou depois do jogo, o estado do balneário - a desarrumação - indica que a visita do camaronês ocorreu já depois do final do encontro.

Lembremos que durante o mercado de transferências, Aboubakar disse ter intenções de ficar no Besiktas e nunca mais querer voltar a jogar pelo FC Porto - as razões para este negócio nunca se ter chegado a concretizar não são conhecidas.

Partilhar