Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Se Bolt quer ser futebolista, Rio Ferdinand vai ser pugilista

Os treinos de Rio Ferdinand serão filmados como parte de uma série documental para televisão, financiada pela empresa de apostas desportivas “Betfair”

Expresso

Shaun Botterill/Getty

Partilhar

Usain Bolt, depois de ganhar tudo que havia para ganhar ao nível olímpico, quer experimentar o futebol. E já há muitos clubes interessados. Não será de espantar, então, que um jogador de futebol, ainda há pouco tempo afastado dos relvados, queira vestir uma luvas de boxe e dar um socos. Mesmo que esse seja o ex-defesa do Manchester United Rio Ferdinand, 38 anos.

De acordo com o “Guardian” esta terça-feira, o ex-jogador está decidido em atrasar a reforma por mais algum tempo e dedicar-se de coração ao boxe.

Os treinos de Rio Ferdinand serão filmados como parte de uma série documental para televisão, financiada pela empresa de apostas desportivas “Betfair”.

Existe a intenção que o primeiro combate de boxe do ex-jogador de futebol seja transmitido no último episódio da série, conta o “Guardian”. Ferdinand será treinado pelo ex-campeão do ciclo WBC Richie Woodhall.

“A hipótese de provar o meu valor num novo desporto foi um verdadeiro incentivo”, disse Rio Ferdinand ao matutino.

“O boxe é um desporto fantástico para e mente e o corpo. Sempre tive uma paixão pelo boxe e esta é uma oportunidade para mostrar às pessoas que é possível. Não estou a encarar este desafio de forma leve, porque claramente que não é qualquer pessoa que se pode tornar um pugilista profissional, mas com a equipa de especialistas que a Betfair juntou e a minha vontade de conseguir, tudo é possível”, explicou.

Nos últimos tempos, deixou-se de ver relvados nas redes sociais de Rio Ferdinand; surgiram os sacos de boxe, vídeos de treinos de força e desafios a pugilistas profissionais como...Tyson Fury, Tony Bellew ou David Haye. A brincar - ou talvez não.

Rio Ferdinand dedicou-se mais intensivamente ao boxe depois da morte da exposa, há dois anos, devido a um cancro. Neste desporto, o ex-futebolista encontrou uma forma de descomprimir e descarregar energias.