Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Sérgio Conceição: “Ser campeão esta época é talvez o maior desafio da história do FC Porto. Não tive qualquer reforço”

As dificuldades financeiras que os dragões atravessam deixaram Sérgio Conceição com as suas opções muito limitadas. "Na prática, não tive qualquer reforço", disse

Expresso

SEBASTIEN NOGIER

Partilhar

Sérgio Conceição dificilmente podia ser mais sincero. Quando irritado com o vídeo de Aboubakar no balneário do Besiktas, disse-o. Preocupado com o futuro do FC Porto, admite-o.

Em entrevista à revista “France Football esta terça-feira, o treinador português assumiu que, com “todas as limitações” que tem no plantel do FC Porto, ser campeão esta época “é talvez o maior desafio da história do FC Porto”.

As dificuldades financeiras que os dragões atravessam deixaram -no sem opções. “Não é fácil. Não tive mais do que um reforço, o 3.º guarda-redes, que ainda nem sequer convoquei. Na prática, não tive qualquer reforço. Temos jovens promessas na estrutura do clube e vamos trabalhar na base dessa juventude, contando com a fome de jogadores que já estavam entre nós e de outros que regressaram de empréstimos”, disse.

Em vésperas de jogo com o Monaco, Sérgio Conceição admitiu também que a sua saída do Nantes “não foi bonita”. “É certo que a saída do Nantes não foi bonita, especialmente pelo que foi dito. A paixão era forte entre os adeptos e os laços que me ligavam ao presidente eram fortes”, disse.

O treinador português regressou a Portugal pelo desafio que lhe foi feito, mas não só, confessou. “Foram os problemas de saúde da minha mulher que me empurraram para me juntar ao FC Porto, além do projeto e do desafio, embora também tenha sido um sonho para voltar ao sítio onde ganhei os meus primeiros títulos. Não vou mentir: juntei o útil ao agradável”, explicou.