Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Choirul Huda: a “verdadeira lenda do Persela F.C.” morreu em campo (vídeo)

Huda fez mais de 500 jogos pelo Persela F.C. O guarda-redes indonésio morreu depois de colidir com um colega de equipa, quando tentava interceptar uma jogada de ataque

Expresso

STR

Partilhar

Todas as mortes em campo são trágicas. Portugal tem isso bem presente na memória: o caso de Miklós Fehér a 25 de janeiro de 2004. Mas este tipo de situações não são tão raras como seria de esperar. Lembremos Marc-Vivien Foé em 2003, Antonio Puerta em 2007 ou Piermario Morosini em 2012.

No domingo, Choirul Huda, guarda-redes indonésio do Persela F.C., morreu depois de colidir com um colega de equipa, quando tentava interceptar uma jogada de ataque, dentro da grande área.

Após a colisão com o médio brasileiro Ramon Rodrigues, Huda, 38 anos, pôs-se de joelhos e levou as mãos à cabeça - zona onde tinha sido atingido -, conforme se vê nas filmagens do jogo que circulam na internet. Pouco depois, quando muitas das atenções estavam ainda concentradas em Rodrigues, que também estava deitado no chão a queixar-se dos joelhos, o guarda-redes indonésio acabou por perder os sentidos.

Segundo as imagens disponíveis, os joelhos de Rodrigues colidiram diretamente contra o pescoço e a cabeça de Choirul Huda. O portal “Goal” diz que essa terá sido a causa da paragem cardíaca.

A equipa técnica no Persela interveio, tentando reanimar Huda, mas sem sucesso. Foi chamada uma ambulância e o jogador foi transportado para o hospital mais próximo, onde acabaria por falecer.

O Persela F.C. jogava contra o Semen Padang para a principal liga de futebol Indonesia. Depois de Huda ter sido enviado para o hospital, o jogo continuou e o Persela chegou ao final dos 90 minutos a ganhar por 2-0.

No final do encontro, o treinador do Persela, Aji Santoso, confirmou a morte do jogador que alinhava na equipa desde 1999. “Depois de terminado o jogo, todos os jogadores foram até ao hospital, onde foi dado o anúncio que Choirul Huda tinha morrido”, disse.

“A morte do Choirul Huda é uma notícia muito dura”, confessou.

Huda fez mais de 500 jogos pelo Persela F.C. No Twitter, o clube descreveu o guarda-redes como a “verdadeira lenda de Persela”, em gesto de homenagem.

Choirul Huda a entrar em campo, naquele que viria a ser o seu último jogo.

Choirul Huda a entrar em campo, naquele que viria a ser o seu último jogo.

STR