Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Há 14 anos, 'Zé' Mourinho disse umas “palavras muito agradáveis” a Rui Vitória. Na quarta-feira, há reencontro na Champions

O Benfica recebe o Manchester United na próxima quarta-feira, em jogo a contar para a terceira jornada da Liga dos Campeões

Expresso

Sérgio Conceição, Leonardo Jardim, Rui Vitória e José Mourinho

FABRICE COFFRINI/GETTY

Partilhar

Já passaram quase 14 anos desde que Rui Vitória jogou contra uma equipa orientada por José Mourinho. Na época, ‘Zé’ dava sinais da sua transformação em “the special one” e orientava o FC Porto (que viria a ser campeão europeu); Vitória tinha 33 anos e tinha-se estreado há pouco como treinador no Vilafranquense, clube da terceira divisão que era conhecido por “Manchester United do Ribatejo”. O resultado do encontro para a Taça de Portugal ditou uma vitória por 4-0 para os dragões.

Mas o jogo ficou na memória do treinador benfiquista - e por boas razões. “Quando estava a começar a minha carreira de treinador, fomos jogar ao Estádio das Antas para a Taça e era o José Mourinho o treinador. Foi uma experiência muito boa para nós e na altura senti palavras muito agradáveis da parte do Zé, de confiança para o futuro. Foi alguém que abriu portas em termos europeus para o futebol português e para os treinadores portugueses”, confessou Rui Vitória, em entrevista dada à revista da Liga dos Campeões da UEFA, no domingo.

Fazendo a antevisão do reencontro agendado para quarta-feira, com o Benfica a receber o Manchester United na Luz em jogo da terceira jornada da Liga dos Campeões, Vitória garantiu que não vai mudar a sua estratégia de jogo ou pôr a equipa à defesa.

“Vamos ter um opositor forte que nos vai levar a ter outras atenções e outros cuidados. Mas não vamos mexer naquilo que é a nossa forma de estar em campo, a nossa filosofia e identidade. Do outro lado está uma equipa forte mas acreditamos muito nos nossos valores”, disse

Ainda assim, a diferença entre o nível de experiência internacional dos dois treinadores é quase abismal. As diferenças no plantel também.

Segundo números compilados pelo “Record”, Vitória já orientou 19 jogos na Champions e a melhor classificação que alcançou foi os quartos-de-final. Já Mourinho conta com 135 jogos, entre todos os clubes que orientou, e duas taças dessa mesma competição.