Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Vilaverdense, Farense, Leixões, Santa Clara e Académica. Eles tombaram gigantes na Taça de Portugal

Domingo foi dia de surpresas nos jogos para a Taça de Portugal. Boavista, Estoril, Tondela, Paços de Ferreira e Belenenses foram eliminados por clubes de ligas inferiores

Lusa e Expresso

Partilhar

Há algo de imprevisível num da Taça de Portugal, pois uma derrota custa tudo. Tudo o que interessa são aqueles 90 minutos em campo, não a posição e quantidade de vitórias anteriores. No domingo, houve cinco equipas a surpreender, a tombar os 'ditos' gigantes favoritos. Ei-las.

Primeira surpresa: Vilaverdense

O Boavista foi eliminado na terceira ronda da Taça de Portugal de futebol, ao perder por 1-0 no terreno do Vilaverdense, equipa do Campeonato de Portugal, terceiro escalão.

Rafael marcou o golo da vitória do Vilaverdense quando já corria o segundo minuto de compensação da primeira parte (45+2). A equipa do distrito de Braga ocupa o quarto lugar da Série A do Campeonato do Portugal.

Segunda surpresa: Santa Clara

O Belenenses foi eliminado na terceira ronda da Taça de Portugal de futebol, ao perder por 3-2, após prolongamento, em casa do Santa Clara, da II Liga de futebol.

Os açorianos adiantaram-se no marcador na fase final da primeira parte, através de Fernando, aos 41, a equipa da I Liga ainda igualou por André Sousa, aos 51, mas, numa altura em que o prolongamento parecia inevitável, Clemente, aos 88, deu a vitória ao conjunto insular.

Terceira surpresa: Leixões

O Leixões, da II Liga, eliminou o Tondela na terceira ronda da Taça de Portugal de futebol, ao vencer em casa, por 3-2, após prolongamento, depois do empate a dois no final dos 90 minutos.

No Estádio do Mar, em Matosinhos, um golo de Bruno Lamas, aos 95 minutos, qualificou a equipa do escalão secundário, que jogou desde os 53 minutos em superioridade numérica, por expulsão de Ricardo Costa, central da equipa da I Liga.

Antes, o Tondela adiantou-se no marcador com golos de Pedro Nuno (14 minutos) e Murillo (47), mas depois o Leixões igualou com tentos de Breitner (70), de livre direto, e de Kukula (84), que forçou o prolongamento.

Quarta surpresa: Académica

A Académica qualificou-se para a quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, ao derrotar em casa o Paços de Ferreira, por 2-1, após prolongamento, num jogo com mais de três horas, devido às interrupções motivadas por falhas na iluminação.

André Leão inaugurou o marcador a favor dos visitantes, no período de compensação da primeira parte (45+7), enquanto Nelson Pedroso marcou nos descontos da segunda metade (90+11), e forçou o prolongamento. No tempo extra, a equipa de Coimbra, atualmente na II Liga e vencedora de duas edições da Taça de Portugal, assegurou a vitória com um golo de Marinho, aos 109 minutos.

Quinta surpresa: Farense

O Farense eliminou o Estoril-Praia na terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, com um jogo solitário aos 79 minutos de jogo.

O golo de Jorge Ribeiro foi anotado na conversão de uma grande penalidade. Os algarvios, líderes da Série E do Campeonato de Portugal, garantiram assim a classificação para a quarta eliminatória da Taça.