Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Rui Patrício: “Há dois anos estivemos perto de ser campeões. Espero que seja desta”

A principal ambição de Rui Patrício é ser campeão em Alvalade - sonho que esteve muito perto há dois anos

Expresso

Alex Grimm/ GETTY

Partilhar

A vitória do Sporting frente ao Rio Ave este fim de semana contou com a estrelinha de Rui Patrício. O guarda-redes português esteve ao mais alto nível e garantiu que a sua baliza chegasse ao final dos 90 minutos a zero. Bas Dost, já nos últimos minutos do encontro, marcou - foi assim que foram conquistados os 3 pontos da décima jornada pelo leões.

Esta segunda-feira, em entrevista ao “Record”, “São Patrício” - como é conhecido por alguns adeptos - declara a sua paixão pelo Sporting, fala sobre os colegas de equipa que chegaram este verão e assume as ambições de chegar ao título.

Apesar de ter muitas propostas para sair de Portugal, é em Alvalade que Patrício quer ficar. “O meu compromisso é com o Sporting. Nada me vai desviar disso. Podem falar em todos os clubes e mais alguns, que isso não me afeta. Só penso no Sporting. Não digo isto apenas por ter contrato válido… digo-o com convicção”, garantiu.

A sua principal ambição no clube, confessa, é mesmo ser campeão - sonho que esteve muito perto há dois anos. “Já passei mais anos no Sporting que em casa dos meus pais… é um sonho ser campeão pelo clube. Há dois anos estivemos perto de lá chegar e espero que seja desta. Confio que o conseguiremos, sempre com o apoio dos nossos adeptos. Eles são do outro mundo”, apontou.

Questionado sobre os reforços deste verão, em particular os da defesa, Patrício garantiu que estes são importantes - mas o resto da equipa também. “Mathieu e Coentrão? A experiência e a qualidade de dois jogadores que jogaram em equipas de topo são muito importantes a este nível. Mas não podemos minimizar a importância de todos os outros. Penso que vieram ajudar muito na consistência defensiva, mas também acrescentam muitas outras coisas ao nosso grupo. Mas são coisas nossas que não quero aqui divulgar. O nosso balneário é sagrado e é a partir daí que se constrói o sucesso”, disse.