Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Battaglia: “Bas Dost é impressionante. As pessoas só o veem nos jogos, mas nos treinos dá para perceber que é um matador total”

Battaglia, em entrevista ao “Record” esta segunda-feira, revelou que teve propostas mais vantajosas financeiramente para rumar à China este verão, mas optou pelo Sporting. O dinheiro não era o mais importante, disse

Expresso

José Sena Goulão/Lusa

Partilhar

Battaglia chegou à pouco tempo aos leões, mas garante que já se sente em casa. Mesmo com o estilo de liderança de Bruno de Carvalho.

“É o presidente e quer ganhar títulos, tal como todos nós. Mas é ele que manda, é o número um. É normal que haja exigência. Teve de haver um processo dentro do clube para atingirmos este nível de exigência. E Bruno de Carvalho foi o maior responsável por isso. Temos uma boa estrutura, um bom plantel e um plano de futuro forte”, disse Rodrigo Battaglia, médio argentino de 26 anos do Sporting, em entrevista ao “Record” esta segunda-feira.

O médio aproveitou a entrevista para elogiar - em larga escala - a estrutura do Sporting. “A própria academia é um lugar impressionante, tal como a estrutura é muito boa. Poucos clubes têm as condições do Sporting. Um jogador só tem de jogar futebol, nada mais. No resto, as pessoas ajudam em tudo. Foi isso que me impressionou. Os detalhes é que fazem com que os clubes sejam ainda maiores. Simplesmente a ajuda e humildade, para além do positivismo que há neste clube. Todos remam para o mesmo lado”, disse.

Ainda na mesma conversa, Battaglia revelou que teve propostas mais vantajosas financeiramente para rumar à China este verão, mas optou pelo Sporting. O dinheiro não era o mais importante naquele momento.

“Sempre pensei mais no lado desportivo do que no dinheiro. O dinheiro só chega se as coisas desportivamente saírem bem. Com 26 anos, de que me servia ir jogar para a China? Há jogadores que vão e eu respeito essas decisões. Mas não é a minha forma de pensar. Penso sempre em primeiro lugar no lado desportivo, nos sonhos, no prestígio…”, disse.

Quando aos colegas de equipa, deixou rasgados elogios à mestria de Bas Dost dentro da área. “Bas Dost é impressionante. As pessoas só o veem nos jogos, mas nos treinos dá para perceber que é um matador total, que precisa da equipa para o ajudar a atingir zonas de finalização, mas que tem uma facilidade de remate incrível. Aliás, ao longo da minha carreira, poucas vezes vi um jogador com tão boa noção dos espaços na área. É meter-lhe a bola em condições mínimas de remate que ele mete a bola ‘lá dentro’”, disse.